2008/04/09

Bloggers em Portugal , literacia e desafios na «sociedade da informação»

Na recente Newsletter n. 33 da Obercom, fiquei a saber que acabou de ser publicado um estudo realizado em Portugal para tentar descobrir quantos eram os bloggers (peço desculpa, mas recuso-me a utilizar a palavra «bloguers») em Portugal.

Pena só agora esta informação ser divulgada, com dados que se reportam a 2006. Como se pode facilmente perceber, e após o grande crescimento registado em 2007, estes elementos já pouca utilidade trazem a quem pretende utilizar os dados. Na história dos blogs, reflectem uma realidade distante. Um dos problemas com que nos deparamos nos estudos das «novas tecnologias», é que elas deixam de ser «novas» muito rapidamente.

Uma vez que a abordagem escolhida tomou os blogs como ferramentas, a realidade de 2006 está já muito distante da que temos hoje (simplificação das ferramentas, entrada de novos players no mercado português, disponibilização de interfaces linguisticos, integração com outras ferramentas publicação, etc). As próprias utilizações dadas aos blogs, são mais variadas dos que as que estão descritas do estudo. Nnão encontrei em nenhum local do relatório a referência aos blogs colaborativos. Em 2006 já muitos casos existiam (no sector da educação abundavam exemplos de utilização em diversos níveis educativos). Pena esta questão não ter sido antecipada para o questionário. É diferente eu responder que mantenho 6 blogs, ou que tenho 2 blogs e que participo/colaboro em 4. Outra situação pode ser a de quem respondeu que não tinha nenhum blog mas que colaborava nalgum.

Quanto à «blogosfera» não consegui detectar indícios para que se pudesse chegar a alguma conclusão (voltarei a ler o relatório mais atentamente). Como se define e com que indicadores se caracteriza essa «esfera»? Nem sequer sei se é uma questão pertinente. Da mesma forma que posso escrever um livro ou apenas lê-los, e não ser pertinente se pertenço à «livroesfera» ou deixo de pertencer. Parece-me mais relevante e pelos dados apresentados é possível, retirar algumas conclusões quanto a questões de literacia para a «sociedade da informação».

Como foi hoje e também diz respeito à «sociedade da informação», deixo aqui ficar o link para o estudo da APDSI, apresentado hoje de manhã, sobre "Os desafios da economia da informação» caracterizando o sector da informação, o mercado dos produtos e serviços, investimento, emprego, produtividade e distribuição do rendimento [se a aplicação de leitura para o documento não for detectada automaticamente pelo vosso sistema, escolham abrir em acrobat reader, PDF].

No comments:

Post a Comment