2007/07/13

Licenças CC para PDF

Uma ferramenta útil e de fácil instalação para se adicionarem licenças da Creative Commons (CC) a ficheiros PDF. Permite, no momento da impressão para PDF, optar por uma das várias licenças existentes, ficando esta visível no documento para a posteridade:
"It’s installed as a Windows printer and allows the user to select a license when they “print” a PDF of their document. The tool embeds license metadata in the document as XMP and provides an optional facility for “stamping” the document with visible CC license information — either as a small image in the header or footer, or as a full-page deed appended to the document."
Muito útil, por exemplo, para quem quer disponibilizar os seus artigos e, de forma inequívoca, declarar qual o tipo de licença a que o trabalho está sujeito.


2007/07/12

SL entusiastas por aqui?

A APDSI (Associação para a Promoção e o Desenvolvimento da Sociedade da Informação) gostava de abrir uma delegação no Second Life (SL). Recebi uma mensagem em que referem que estão à procura de pessoas que ajudem à construção da presença da Associação em terras SL. Alguém que queira acrescentar a construção desta presença ao seu CV?

Pelo Vitorino Ramos, fiquei a saber que temos em Portugal (na Avenida do Brasil, em Lisboa) uma das empresas mais expressivas em contractos de arquitectura e construção de edifícios no SL: a Beta Technologies. O portfolio de trabalhos é impressionante! Ainda vão a tempo de os conhecer na PorTI2007, que termina hoje.

2007/07/10

Blogs proibidos

Blogues Proibidos (2007), escrito por Pedro Fonseca, fala de um outro lado dos blogs com implicações em diversas esferas da nossa sociedade (informática, justiça, educação, anonimato, entre outras). Neste livro, escrito pela mão de quem acompanha e conhece bem o fenómeno dos blogs em Portugal desde o seu início, são analisados 6 casos do panorama nacional dos blogs:
"Das acusações de plágio a Miguel Sousa Tavares à pirataria informática no blogue de Pacheco Pereira, de processos judiciais a jornalistas, professores ou aos inevitáveis autores anónimos, Blogues Proibidos mostra como a escrita em blogues deixou de ser um fenómeno amador e de audiência limitada. Com consequências bastante reais."

2007/07/08

Blogs para Governo 2.0

Não sei se quem tem o poder de anuir à integração de blogs dentro de organismos governamentais vai ler este relatório, mas como existem mais pessoas por aí a remar contra a maré (ou por outra, que vão falando para as paredes), pode ser que mais um relatório dê jeito (para além de servir para engrossar as referências bibliográficas sobre a temática). Para os que já sabem tudo o que há sobre blogs existe o sumário executivo. Para os que gostam da totalidade, aqui fica a referência completa para juntar às leituras de fim de semana:
David C. Wyld (2007), The Blogging Revolution: Government in the Age of Web 2.0, IBM: Center for the Business of Government.
Para os que têm interesse no vocabulário relacionado com blogs e web 2.0 (talvez seja útil para uma próxima versão do Glossário para a Sociedade da Informação), não percam o glossário nas pp. 71-75.

[via Jack Vinson]

2007/07/07

Porter fala do Cluster Mapping

... numa entrevista publicada na HBS Working Knowledge:
"The tool, called the Cluster Mapping Project, uses statistical techniques to profile the performance over time of regional economies in the U.S., with a special focus on clusters. Clusters are geographically concentrated groups of interconnected companies, universities, and related institutions that arise out of linkages or externalities across industries."
Existe uma versão com dados até 2000 que pode ser visitada por qualquer um, mediante registo no site. A versão mais completa, detalhada e actual, só poderá ser acedida sob pagamento (250$/ano). Apesar de os dados dizerem respeito só aos EUA é um trabalho que pode ser replicado com as devidas adaptações para outros contextos geográficos.


2007/07/06

Blogs nas Práticas de Suporte a Projectos

Desde o início deste blog que tenho vindo a defender a utilização de blogs para equipas de projecto. Mas a utilização de blogs como processo de apoio à divulgação e comunicação não se esgota no suporte aos elementos da equipa do projecto. A existência de um blog público, para ir dando conta dos desenvolvimentos do projecto, ajudando a criar o ambiente para a divulgação dos produtos finais dos projectos pelos públicos a que se destinam (e que tantas vezes acabam por não ser conhecidos atempadamente).

Um dos exemplos que tenho vindo a acompanhar diz respeito a um projecto EQUAL, o D3 - Digitalizar o 3º Sector. O projecto, na sua recta final, foi sendo lido por diversos actores que ao longo do tempo poderam acompanhar os desenvolvimentos e as diversas acções públicas que foram tendo lugar. O blog foi servindo de complemento às próprias recolhas que foram efectuando para o produto final, bem como para divulgar acções de formação e eventos. A notícia mais recente, apresenta o pacote que será oferecido a todos os interessados, com especial destaque para as organizações sem fins lucrativos:
O produto D3 integra um manual e respectivo software para o uso das TIC no Marketing e Gestão das organizações sem fins lucrativos.

Descubra como usar as seguintes ferramentas:
– Gestão de conteúdos (internet, blogues, wikis);
– Comunicação (e-mail, RSS, NewsFeed, Podcasts);
– Gestão de projectos;
– Gestão documental.

Contêm:
– Conceitos base de marketing, gestão documental e gestão de projectos;
– Plano de comunicação organizacional;
– Guias “faça você mesmo” com indicações sobre Software de uso livre, para apoio nas acções de marketing, divulgação e gestão;
– Software de uso livre (gestão de conteúdos, internet, e-mail, ferramentas de produtividades/escritório, etc.)
De destacar que este produto foi concebido tendo em mente os parcos recursos dos seus destinatários e respectiva preocupação de incluir software livre, apoiado por guias de utilização. Fica aqui registado como uma boa prática e para inspirar todos aqueles que, podendo autorizar a utilização de blogs de projectos, continuam a ponderar todos os contras na utilização destas ferramentas para a visibilidade dos resultados dos projectos e respectivos produtos.

Disclaimer: Não fiz parte deste projecto. Com grande pena minha, nenhum dos projectos em que participei até hoje, tiveram blogs públicos associados. O motivo é simples: a decisão de tornar os blogs públicos não está ao meu alcance.


2007/07/02

Apesar do resultado do Quiz, a única linguagem em que programei foi RPG (e não, não é Role Playing Game ;-)

You are Prolog. You enjoy looking for different ways to solve a problem.  You take longer to solve them, but usually come up with more than one solution.