2007/03/20

Quanto vale uma opinião?

Com base na observação do Pedro Fonseca (CF&A), sobre uma aparente estabilidade nos acessos domésticos à internet, durante o ano de 2006, sobre os resultados apresentados pela Marktest, acrescento algumas observações que poderão ajudar a explorar terrenos que não estão a ser considerados e que podem levar a interpretações incompletas.

Numa primeira leitura ao gráfico disponibilizado pela Marktest (reproduzido a seguir), somos todos levados a concluir o que parece óbvio. Os acessos domésticos à internet, durante o ano de 2006, foram relativamente estáveis, havendo até uma pequena queda nos últimos 2 meses do ano.

Segundo informação disponibilizada pela Marktest, a recolha de informação por um painel de utilizadores recrutados, o NetPanel, é feita da seguinte forma:
"A actividade na Internet de todos os indivíduos do painel é acompanhada por um programa especialmente desenvolvido pela Marktest - Netpanel Online, previamente instalado nos computadores dos painelistas. A informação é registada de uma forma automática, e imediatamente enviada para a Marktest, onde é depois validada e processada."
O que acontece então, se ao longo do ano de 2006, foram adquiridos mais computadores para o lar, também eles com acesso à internet? O que acontece de cada vez que um computador tem que ser formatado? O que acontece quando nesses mesmos lares adquiriram dispositivos de acesso wireless (TMN, OPTIMUS, VODAPHONE, outros)?

Outro tipo de perguntas que podemos colocar: o que acontece em relação aos acessos no local de trabalho? Para o mesmo período, registou-se aumento? Poderá estar relacionado com o decréscimo de rendimentos das famílias? E de que forma é que estes valores podem reflectir um estilo de vida mais móvel?

Na secção de metodologia (que descreve a forma como são recolhidos os dados, com base em que critérios e, como tal, o tipo de conclusões que podemos extrair e que generalizações se podem fazer), encontramos descrições que nos podem levantar outras questões a ter em conta, quando apreciamos os resultados:
"O Netpanel representa os indivíduos com mais de 4 anos, residentes em lares do Continente, nos quais pelo menos um indivíduo tenha utilizado a Internet nos últimos dois meses no Lar. Por se tratar de um universo em rápida mudança, o seu tamanho e composição serão actualizados frequentemente, com base nos dados do Estudo de Base - Bareme Internet." [negrito meu]
Com que frequência está a ser este painel actualizado? Ainda reflecte o universo em estudo? Não encontrei dados no site para responder a esta pergunta.

A aparente credibilidade que se tenta dar aos estudos, através da utilização de dados quantitativos, não é suficiente para os tornar credíveis. Na correria dos quotidianos, quantos de nós vão absorvendo dados que tomamos pelo seu valor facial? Quantos de nós generalizamos o que não é passivel de generalização? Quantos de nós se dão ao trabalho de averiguar a credibilidade, os pressupostos, a metodologia dos mesmos? Quantos de nós, temos competências que nos permitam fazê-lo?

No entanto, todos nós somos livres de opinar e de veicular as nossas opiniões, por este (blog) ou outros meios, tal como eu fiz!

1 comment:

  1. Mónica,
    vou responder no CF&A pelo tamanho do texto.

    ReplyDelete