2007/01/31

Blogs e liberdade de expressão

Como agrego as entradas de quem participa no Planeta*, li uma entrada de um novo membro que escreve de Shanghai, e «parti» para lhe ir fazer uma visita (saudosismo talvez, pois vivi 11 anos em Macau). Como o comentário que lá quiz deixar ficar não foi aceite (penso que talvez por não ter um blog no sapo), resolvi colocar aqui.

Sou a favor da liberdade de expressão mas nunca achei que para exercer esse direito fosse necessário enxovalhar as opiniões de outros e não gosto quando pessoas que fazem parte de um grupo a que pertenço o fazem.

Também tenho assistido a argumentos rasteiros sobre a despenalização do aborto, que desvirtuam e lançam a confusão sobre o que se está a referendar. Não se está a referendar a moralidade do aborto (essa é com a consciência de cada um e não é referendável) mas sim a despenalização das mulheres que possam ter que recorrer a tal prática, estipulando a forma como tal deverá ocorrer e com que condições.

Mas apesar de não concordar com muitas das opiniões (e até de achar que estão a levantar argumentos falaciosos, tal como a questão das estatísticas impossíveis de realizar dado o anonimato a que quem aborta é obrigada para não ser penalizada) não me parece que deva cair no insulto a quem tem opiniões contrárias às minhas. Seja na rua, no local de trabalho, entre amigos... ou no blog!

Um blog é um instrumento que amplifica mais as nossas conversas e que nos obriga a pesar constantemente sobre a ténue linha da liberdade de expressão. Onde se procura (eu ainda acredito nisso) uma discussão aberta e plural, onde podemos encontrar muitas opiniões que chocam com as nossas. A pluralidade de opiniões exige que se tenha a capacidade de ser tolerante com a opinião de outros sem acicatar ódios.

Vem-me à memória um Professor de Direito que na sua primeira aula nos disse que «A liberdade de cada um termina onde começa a liberdade dos outros». Acho que merece alguma reflexão quando se introduz a palavra blog: «A liberdade de cada um no seu blog termina onde começa a liberdade dos outros».

Será que estamos todos preparados para utilizar blogs?


10 comments:

  1. ia-me alongar na resposta dando mais alguns exemplos, mas em resumo: concordo plenamente!
    Cumprimentos

    ReplyDelete
  2. Acho que o facto dos argumentos desvirtuarem ou lançarem a confusão na discussão é completamente ortogonal à liberdade de os utilizar...

    Um blog é um meio de comunicação como outro qualquer, sujeito apenas às regras previstas na lei. Como não me parece que ele tenha caluniado ou injuriado qualquer pessoa, está no seu direito de opinar da forma que entender.

    Se devia ter pensado duas vezes antes de escrever, se calhar devia. Se se devia ter contido por se tratar de um blog... não me parece. É um cidadão como outro qualquer, não é titular de nenhum cargo de estado, não é uma figura pública de peso, portanto a sua opinião não está limitada em privado ou em público.

    A liberdade de expressão é mesmo isso: uns opinam, os outros... se quiserem indignar-se podem fazê-lo.

    ReplyDelete
  3. Anonymous31/1/07 22:01

    Lamento, mas concordo com tudo o que o Rui disse. Da forma como disse. Mas infelizmente a pseudo-moralidade católica ainda persiste na nossa sociedade. E o Rui ao exercer a sua liberdade de expressão contra uma instituição que atrasou o desenvolvimento humano durante séculos e séculos (e que pretende continuar a fazê-lo) aparentemente está a ofender alguém! Rui, livra-te de fazer cartoons sobre o papa, porque as ameaças de morte estão aí à porta!

    ReplyDelete
  4. Concordo com o que tu dizes e devo-te dizer que fiquei muito decepcionado com toda esta campanha dpara o referendo pela falta de argumentos e o principalmente, no lado do SIM pela violência. PArece que estão todos com 3 pedras na mão para atacar quem defende o não.

    ReplyDelete
  5. Um blog não é um meio de comunicação como outro qualquer! Por isso é que as opiniões que aqui veiculei, podem facilmente ser encontradas, rebatidas, deturpadas... é de facto um meio diferente, em que cada um exerce da sua liberdade e a vê amplificada.

    ReplyDelete
  6. Tudo boas razões que em nada limitam a liberdade de expressão. Talvez o contrário até...

    ReplyDelete
  7. estou totalmente de acordo com a mónica.

    existe uma coisa chamada liberdade de expressão e existe outra chamada respeito pelos outros. os dois conceitos devem estar (idealmente) directamente relacionados.

    não critico as expressões de opiniões, sejam elas quais forem e independentemente de que assunto forem. critico sim quando as fronteiras se ultrapassam. do respeito e do espaço de liberdade dos outros, seja por que meio for. o blog deverá responsabilizar mais porque é permanente e persistente. não exprime uma exprime apenas uma opinião momentânea, mantém-na.

    ReplyDelete
  8. A este propósito leiam esta notícia vinda da Galiza sobre a acusação que recai sobre dois blogs.

    Blogs e a liberdade de expressão

    ReplyDelete
  9. paulo santos5/2/07 04:07

    concordo totalmente com o rui. excelente post. e excelente resposta.
    parece que a carapuça serviu a mta gente por aqui.

    ReplyDelete
  10. Liberdade de expressão: "A liberdade de expressão é um direito fundamental, mas não é absoluto, e não pode ser usado para justificar a violência, a difamação, a calúnia, a subversão ou a obscenidade. (...) O desafio para uma democracia é o equilíbrio: defender a liberdade de expressão e de reunião e ao mesmo tempo impedir o discurso que incita à violência, à intimidação ou à subversão."

    O que é que não está claro quanto ao sentido que tem a «liberdade de expressão»?

    ReplyDelete