2006/04/30

Mudanças na utilização de blogs no contexto organizacional

Decorridos 6 meses sobre a reflexão que teve lugar no 2º Encontro de Weblogs, na Covilhã, uma das quais dedicada à temática dos Weblogs no Contexto Organizacional (ver resumo), está na altura de começar a sistematizar o que mudou desde então.

Dizia na altura:
"em Portugal, apesar de nos poderem passar despercebidos, existem já organizações que utilizam esta ferramenta (...) No entanto, e com excepção de um caso [i.e. TBWA (http://www.tbwa.pt/)], a sua utilização em benefício da organização não corresponde a uma estratégia organizacional mas sim à iniciativa individual de pessoas que fazem parte das organizações."
Pela primeira vez, num encontro em Portugal, foi incluída a temática dos blogs no contexto das organizações e, pouco tempo depois, a mesma temática era referida num semanário português (do meu conhecimento, também pela primeira vez) .

Pelos vários exemplos que foram enunciados no resumo da sessão, muitas eram (e são) as vantagens para a incorporação de blogs no sistema organizacional:

"(...) relevando 1) a utilização dos blogs pelos indivíduos em termos da gestão individual de informação, necessária para o exercício das suas funções e da sua actividade profissional, (...) 2) a nível interno, ajudando a eliminar silos organizacionais, tornando visível quem faz o quê e promovendo a colaboração e reconhecimento das competências entre colegas, (...) 3) a nível externo, promovendo o relacionamento com os públicos através da construção e valorização das áreas de intervenção a que se dedica [a organização], utilizando o discurso directo dos seus peritos em diversas áreas (...), entre outras"

Nessa altura ficou também um alerta:

"Se as organizações continuarem a pesar os pontos fortes e fracos na introdução dos weblogs no contexto organizacional, tentando antecipar todos os benefícios e as ameaças que poderão representar a sua introdução, só estarão a potenciar a utilização dos weblogs fora do contexto organizacional, uma vez que os seus colaboradores não precisam das infra-estruturas da organização para manterem os seus blogs (quer as ferramentas, quer os alojamentos, encontram-se, em número crescente, de forma gratuita)."

Várias perguntas ficaram por responder, entre elas:

  • A utilização de weblogs no contexto organizacional, ajuda a tornar visível quem-faz-o-quê-quando. A quem interessa esta utilização? Aos indivíduos que são mais produtivos? Às hierarquias? Aos gestores que avaliam a produtividade das unidades da organização?
  • A dissonância detectada entre os discursos para a inovação e a capacidade de se dar espaço para que a inovação aconteça, não estarão na origem de surgimento de blogs fora do contexto organizacional?
  • Será que o tempo gasto com a actualização de um blog não será tempo poupado à organização pela não exponenciação de esforços na pesquisa de informação?
  • Quantas organizações em Portugal estão já a utilizar os weblogs no contexto interno?

O que mudou nestes últimos 6 meses?...


Tags: ; ; ; ; ;

2006/04/20

regularidade na diversidade - EnBlogs06

A intensidade dos contactos superou de largo as expectativas que tinha sobre o EnBlogs06, organizado pela Secção de Comunicação do Conselho da Cultura Galega.
Tudo está ainda muito recente e a necessitar de alguma reflexão. Para já, apenas alguns apontamentos:
  • apesar de os blogs ajudarem a criar presença, contribuindo para o alargamento geográfico e a formação de espaços partilhados, não existe substituto para a intensidade dos contactos presenciais e a possibilidade de estabelecer novas pontes, para novos trabalhos, «just by being there» (Fernando Garrido, que faz parte do Observatorio da Cibersociedade)
  • a sobreposição de espaços (digital e presencial) ajuda a criar continuidade, muito útil para aprofundar contactos, explorando com maior detalhe o trabalho desenvolvido por cada um (Manuel Pinto, da Universidade do Minho, Paulo Querido, jornalista que tem ajudado a divulgar as novas tecnologias na sua coluna habitual da revista Expresso, Catuxa Seoane, que só conhecia através da colaboração no eCuaderno)
  • a reocorrência de contactos, dá um cunho de familiaridade facilitando a integração em grupos diversificados, pelo cruzamento de redes de relações (foaf)
  • apesar de a utilização dos blogs ser uma fonte rica e diversificada, reflectindo as características e histórias individuais de cada blogger, que lhes dá a «voz», a vontade de conhecer e aprofundar conhecimentos foi uma constante nas conversas que decorreram.
  • a evocação de pessoas, apesar de não terem estado presentes, é indicadora de uma história de abordagem já existente, tal como os trabalhos de JJ Merelo e Fernando Tricas, que se estendem ao universo português de trabalhos sobre blogs.
  • As proximidades linguísticas (Português e Galego) e a possibilidade de domínio de outras línguas pelos bloggers (por exemplo o Inglês e Castelhano), facilitam a criação de comunidades alargadas, de grupos de investigação com realidades diversificadas, facilitando a apresentação de trabalhos ricos pela sua abrangência (global) e ao mesmo tempo, atendendo a especificidades locais (glocal).

As apresentações começam a ser disponibilizadas no EnBlogs06. Podem completar com imagens no flickr e em diversos blogs.

As portas estão agora abertas para o próximo encontro que vai ter lugar na Universidade do Porto: o III Encontro de Weblogs.

Vou agora à descoberta de outros caminhos, antes de me voltar a lançar à estrada, para percorrer os 530Km de regresso a casa :-)

PS - No blog Caledónia, encontram uma crónica muito completa sobre o evento, com mais fotografias e no Endurance de ArvPart, um apanhado exaustivo de muitas conversas sobre o EnBlogs nas webs.


Tags: ; ;; ; ;

2006/04/14

A diversidade das histórias no contexto organizacional

Partilhando a mesa com Manuel Bragado (bretemas.blogspot.com), Miguel Vila (www.colineta.com) e Isaac Cordal (www.alg-a.com) e a moderação de Ascárida (orballo.f2o.org/weblog), vou estar em Santiago de Compostela (Galiza), no próximo dia 19 de Abril, no EnBlogs. A nossa mesa irá debater a diversidade das histórias com todos aqueles que quiserem fazer parte desta discussão que se pretende aberta a todos.

Claro que já devem ter adivinhado que a mim me interessa muito levantar e conhecer a «diversidade das histórias no contexto organizacional» através da utilização, entre outros, dos blogs :-)

No meu caso, a necessidade de me manter ligada ao mundo, descobrindo outras formas de o olhar, foi-me levando a tirar partido dos meios à minha disposição. Desde os tempos do PowWow (1995), em que falava com pessoas espalhadas pelo mundo, até à utilização dos blogs, parece-me sempre ter existido uma predisposição para ouvir e partilhar experiências diversificadas que vão alimentando e enriquecendo o quotidiano.
  • No contexto das organizações, será a diversidade que traz as valências necessárias para a criação da riqueza?
  • À luz do que se desenhou em Outubro do ano passado, no 2º encontro de Weblogs, na UBI, continuarão as organizações em Portugal a ignorar as possibilidades oferecidas pelos blogs?
  • Não será, através dos blogs de cada colaborador, que se torna possível trazer para dentro do sistema organizacional outras histórias filtradas pelo olhar de cada um?
  • Será que os blogs se podem constituir como um dos maiores valores para introduzir a diversidade das histórias no contexto organizacional, através dos registos de conversas que se vão tecendo ao longo do tempo, complementando experiências e saberes?


; ; ; ;

Um dromedário com wi-fi


Mais um acesso wi-fi, disponibilizado no Dromedário, para quem quiser parar por um bocadinho para tomar um excelente pequeno almoço, umas sandochas ou saladas, ou apenas um copo, no final do dia.

Tags: ; ;

2006/04/10

Através de um breve scanning nos feeds dos amigos, vejo que o Fernando dá conta do lançamento de mais um livro sobre blogs em Espanha, onde também colaborou:
[Actualização, 30 de Abril, 2006] : o livro La blogosfera hispana: pioneros de la cultura digital em formato PDF.

; ;

Software livre na AP

Vitor Domingos, destaca os pontos essenciais da apresentação de Mário Valente:

  • Dos produtos aos serviços
  • Ubiquidade, democratização
  • Why IT matters
  • Open Source = Comoditização
  • Comoditização => Outsourcing
  • Open Source = Outsourcing
  • Escolha estratégica de Software Livre

[Limex, contacts]



2006/04/08

timeoff

litle pieces glued to minddoor


Vou estar a 37 00 28.4 Norte, 08 56 32.8 Oeste durante os próximos tempos e vai ser difícil prever se irei conseguir ter acessos wi-fi. Regresso no dia em que terminam os prazos (prorrogados) de candidatura à FCT ;-)

PS [10/Abril/2006] - e mais 2 acessos wi-fi em Lagos, deixados nos comentários, aqui.

tags:

2006/04/02

Saber olhar para medir é necessário

Pergunta o Paulo Querido, a propósito dos últimos dados divulgados pela Marktest:
"onde vai a Marktest buscar estes dados?"
Para além do que ele já disse sobre a metodologia [errada] utilizada para medir os leitores de blogs, acrescento que talvez seja melhor começarem a olhar para as pegadas que existem na maioria dos blogs ;-)

2006/04/01

Encontro Nacional de Tecnologia Aberta

Linux2006 - debate

O Vitor e o Paulo já fizeram apontamentamentos sobre o evento, por isso ficam apenas as apresentações do IV Encontro Nacional de Tecnologia Aberta, Linux 2006, que teve lugar na passada quinta-feira, 30 de Março, no Lispólis:

Para detalhes sobre o evento do ano passado, podem ver esta entrada.