2006/03/22

Dimensão social dos blogs


Organizado pela Secção de Comunicação, do Conselho da Cultura Galega, o EnBlogs'06 vai abordar a emergência de um novo fenómeno social:

"Nos últimos anos, Internet gañou unha importante dimensión social. Ferramentas accesibles e unha maior facilidade no acceso á informática facilitan a proliferación de novas voces que enriquecen a nosa cultura, multiplican a presenza da lingua galega na rede e abren novos camiños para a comunicación, a creación e o intercambio de ideas. Os blogs, os diarios persoais na web, son o formato emerxente máis coñecido deste novo movemento."


Tags: ; ; ; ;

2006/03/21

A brincar com mais um Goodie


Testing Google Page Creator
Originally uploaded by monicaA.

A simplicidade do editor de páginas do Google (Google Page Creator) é algo comum ao que nos foram habituando com as restantes ferramentas existentes.

Estive agora a experimentar e a filosofia é «What you see is what you get» literalmente. Ainda está numa fase rudimentar (daí a versão beta) e não permite muito mais do que adicionar texto, imagem e links.

Disponibiliza templates (semelhantes aos do Blogger) e permite escolher de entre 3 layouts (só mancha de texto, mancha de texto com coluna, ou então 3 colunas).

Permite a criação de multiplas páginas, indexadas sob o título da nossa conta no Gmail. Ou seja, no meu caso, na raiz encontram monica.andre (não por uma questão egocentrica, mas porque é esse o meu utilizador Gmail), seguido de googlepages.com/home

http://monica.andre.googlepages.com/home

Ainda não é possível incluir scripts Java nem CSS. Pelo menos, nas minhas tentativas não consegui. Algo muito bom, para mim, é a possibilidade de carregar 100MB de ficheiros.

Vou ficar alerta para outras experiências... e ideias para finalmente começar a «arrumar» os meus espaços digitais ;-)

2006/03/20

blogs no contexto organizacional e indivíduos

Quando falamos em weblogs (blogs) organizacionais (ou corporativos) não estamos de facto a falar de organizações (entidades abstractas), mas sim de pessoas (vozes), identidades que se constroem e que podem dar corpo a parte do que se passa dentro das organizações, uma vez que são os indivíduos, as suas vozes, que traduzem e propagam a imagem das entidades de que fazem parte.

Escamotear esta propriedade dos blogs, parece-me poder dar origem a uma simplificada noção da sua utilização no contexto das organizações. O que os torna atractivos, e por isso uma interessante fonte adicional de informação, é a definição de uma linha editorial do próprio, tanto mais cativante quanto menos restrita pelos lobbies da organização.

Talvez por isso, ao ler a entrada que o Ricardo me enviou, com a definição de Patricia Müller para blog corporativo, não esteja de acordo com o que ela refere:

"Quando se fala em blogs corporativos, pensamos logo na definição padrão: é um canal que a empresa abre aos seus consumidores para ter uma conversa bilateral e mais informal com eles."


Ao longo do tempo que tenho vindo a reflectir sobre a utilização dos blogs no contexto organizacional, também não estou certa de existir uma linha tão demarcada entre blogs internos e externos, da mesma forma que não me parece que os indivíduos deixem de ser pessoas (sujeitos individuais que fazem parte de diversos palcos no quotidiano) só pelo facto de, também, serem funcionários de uma qualquer organização [veja-se a propósito o sobejamente conhecido trabalho de Erving Goffman (original de 1959, traduzido para Português pela Petrópolis em 1975), The Presentation of Self in Everyday Life].

No entanto, trazer esta reflexão para o espaço da língua portuguesa, constitui mais uma oportunidade de se cruzarem diferentes olhares sobre esta temática, de se identificarem mais vozes e de se alargar este campo de reflexão, motivo pela qual, deixo aqui este registo :-)

2006/03/14

2006/03/01

[report] Utilização de software aberto por entidades públicas da UE

O número 5 da revista Synergy [formato pdf] dedica a sua atenção às questões que se prendem com a utilização de software aberto (FLOSS) nas entidades públicas, em diversos países da União Europeia (sem contributos de Portugal):

Neste 5º número, vem também referenciado, sob a forma de principais conclusões, o estudo conduzido pela FLOSSpols (Free Libre Open Source: Policy Support), cuja versão integral se intitula “Results and policy paper from survey of government authorities“, promovido pela União Europeia, e que pode ser encontrado debaixo da secção «Deliverables», em formato html e pdf.

Tags: OSS survey FLOSS reports government EU

[events] A informação é um bem Público?


No ICS (Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa), vai ter lugar no próximo dia 16 de Março, o seminário: "A informação é um bem público?". Contam-se entre os oradores, Maria Eduarda Gonçalves (ISCTE), Tiago Santos Pereira (CES-UC), Manuel Mira Godinho (ISEG) e José Victor Malheiros (dinamizador do evento).