2006/11/20

inovação (ainda) dentro da caixa

Vale a pena ler as lições que não foram aprendidas sobre inovação, numa entrevista realizada à Professora Roasabeth Moss Kanter, na revista Working Knowledge, da Harvard Business School:
"Why have decades of executives fumbled innovation? One reason: Existing corporate structures, controls, and incentives do work against out-of-the-box thinking. Professor Rosabeth Moss Kanter, who has just published a Harvard Business Review article on the topic, discusses her research into the classic traps of innovation and how to avoid them. Key concepts include:

* The search for new ideas must go broad and deep throughout an organization. Traditional corporate controls and structures don't work well with innovation teams. New methods are needed to gauge effectiveness.

* Innovators must be kept connected to the mainstream business. Isolating them leads to tensions with other parts of the company and lessens the chances that their work will be adopted."

2 comments:

  1. Olá,

    "Traditional corporate controls and structures don't work well with innovation teams"

    Na minha opinião é que as duas têm objectivos diferentes. Os "corporate controls" prentedem rentabilzar um negócio em pleno funcionamento. As "innovation teams" têm por objectivo inovar mas para isso é preciso arriscar.

    A meu ver, as empresas funcionam melhor quando as inovações não são sujeitas às pressão do fazer dinheiro mas ao prazer do experimentar sem medo de falhar.

    ReplyDelete
  2. Olá André,

    Penso que aqui neste caso a entrevistada se refere às organizações cuja missão é inovar. Ou seja, o core business é inovação, vivem da inovação.

    Mas concordo contigo quando dizes que é necessário experimentar sem medo. Quanto ao falhar, faz parte do processo de aprendizagem ;-)

    ReplyDelete