2006/04/30

Mudanças na utilização de blogs no contexto organizacional

Decorridos 6 meses sobre a reflexão que teve lugar no 2º Encontro de Weblogs, na Covilhã, uma das quais dedicada à temática dos Weblogs no Contexto Organizacional (ver resumo), está na altura de começar a sistematizar o que mudou desde então.

Dizia na altura:
"em Portugal, apesar de nos poderem passar despercebidos, existem já organizações que utilizam esta ferramenta (...) No entanto, e com excepção de um caso [i.e. TBWA (http://www.tbwa.pt/)], a sua utilização em benefício da organização não corresponde a uma estratégia organizacional mas sim à iniciativa individual de pessoas que fazem parte das organizações."
Pela primeira vez, num encontro em Portugal, foi incluída a temática dos blogs no contexto das organizações e, pouco tempo depois, a mesma temática era referida num semanário português (do meu conhecimento, também pela primeira vez) .

Pelos vários exemplos que foram enunciados no resumo da sessão, muitas eram (e são) as vantagens para a incorporação de blogs no sistema organizacional:

"(...) relevando 1) a utilização dos blogs pelos indivíduos em termos da gestão individual de informação, necessária para o exercício das suas funções e da sua actividade profissional, (...) 2) a nível interno, ajudando a eliminar silos organizacionais, tornando visível quem faz o quê e promovendo a colaboração e reconhecimento das competências entre colegas, (...) 3) a nível externo, promovendo o relacionamento com os públicos através da construção e valorização das áreas de intervenção a que se dedica [a organização], utilizando o discurso directo dos seus peritos em diversas áreas (...), entre outras"

Nessa altura ficou também um alerta:

"Se as organizações continuarem a pesar os pontos fortes e fracos na introdução dos weblogs no contexto organizacional, tentando antecipar todos os benefícios e as ameaças que poderão representar a sua introdução, só estarão a potenciar a utilização dos weblogs fora do contexto organizacional, uma vez que os seus colaboradores não precisam das infra-estruturas da organização para manterem os seus blogs (quer as ferramentas, quer os alojamentos, encontram-se, em número crescente, de forma gratuita)."

Várias perguntas ficaram por responder, entre elas:

  • A utilização de weblogs no contexto organizacional, ajuda a tornar visível quem-faz-o-quê-quando. A quem interessa esta utilização? Aos indivíduos que são mais produtivos? Às hierarquias? Aos gestores que avaliam a produtividade das unidades da organização?
  • A dissonância detectada entre os discursos para a inovação e a capacidade de se dar espaço para que a inovação aconteça, não estarão na origem de surgimento de blogs fora do contexto organizacional?
  • Será que o tempo gasto com a actualização de um blog não será tempo poupado à organização pela não exponenciação de esforços na pesquisa de informação?
  • Quantas organizações em Portugal estão já a utilizar os weblogs no contexto interno?

O que mudou nestes últimos 6 meses?...


Tags: ; ; ; ; ;

No comments:

Post a Comment