2006/01/28

identidade(s) na internet

Tinha-me esquecido de publicar um draft que aqui tinha sobre um texto de livre acesso (OA) que se encontra na Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação (BOCC), da UBI, na secção dedicada à Comunicação nas Organizações: Ana Filipa Gaspar (2005), O blogue e a sua dimensão organizacional, realizado no âmbito de uma cadeira do Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação, do Departamento de Sociologia, do ISCTE.

Tenho a vaga sensação de que trocámos algumas palavras durante o II Encontro de Weblogs, que se realizou o ano passado na UBI, e que ela estaria para defender a sua tese de mestrado. Não sei se já terá defendido, mas lembro-me que a temática andaria à volta dos weblogs.

Mantém alguns blogs, entre eles A Reconstrução da Identidade na Internet, que será aquele onde se podem acompanhar algumas das reflexões para a tese que desenvolve (ou já desenvolveu?):

"Este blogue pretende ser uma ferramenta de trabalho para uma tese que estou a elaborar. Nessa tese, formulo a questão de como é que individualmente transpomos para a Internet os vários papéis que representamos no quotidiano. Ou seja, com a utilização da Internet, nós passamos a realizar on-line várias actividades que anteriormente fazíamos face-a-face com outras pessoas ou através de outros meios de telecomunicação - como é que essa alteração afectou a representação que construímos de nós próprios e apresentamos aos outros, nas nossas interacções quotidianas? De uma forma geral, questiono-me sobre o facto deste novo media proporcionar-nos uma reconstrução da nossa identidade através dos seus diferentes recursos, como os blogues, as home pages, o e-mail, o IRC, o Instant Messaging Service, os fóruns de discussão. Espero que este blogue consiga reunir aqui várias ideias, gerar alguma discussão e fomentar a reflexão sobre esta temática."

; ; ; ; ; ;

1 comment:

  1. Antes de mais, obrigada pela referência ao meu texto e ao meu blogue. É sempre uma surpresa agradável encontrar uma referência ao nosso trabalho, mesmo que esse ainda esteja em fase de crescimento e amadurecimento. Infelizmente não estive presente no evento referido e comecei a desenvolver a tese somente em meados do ano que passou, por isso ainda tenho muito trabalho pela frente até defendê-la. Entretanto, vou passar por cá com alguma frequência, visto que já encontrei alguns artigos que também me interessam... :)

    ReplyDelete