2005/10/31

EuroBlog 2006 - Survey of Weblogs in PR and Communications Management

Para quem está ligado à comunicação organizacional, vai decorrer durante o mês de Novembro um inquérito pan-europeu que vai permitir ilucidar melhor a influencia dos blogs na comunicação organizacional [link aqui] EuroBlog - the Euprera Survey of Weblogs in PR and Communications Management:
"There is no doubt weblogs - or blogs - are changing communication and opinion building around the globe. But there is little hard evidence on how blogs influence the work of communication professionals, especially in Europe."

PS [25/Jan/2006] - Os resultados preliminares já podem ser visualizados (via CF&A)

2005/10/27

Incorporar os weblogs no estudo das redes de C&T

Como ferramenta de comunicação mediada por computador (CMC), os blogs fazem parte das tecnologias de informação e comunicação (TIC) e por isso não devem ser ignorados em estudos de colaboração e redes científicas e tecnológicas.

A propósito de redes de colaboração científica, ver Renato Balancieri et al (2005), A análise de redes de colaboração científica sob as novas tecnologias de informação e comunicação: um estudo na Plataforma Lattes, Ciência da Informação, Vol. 34 (1), p. 76 [ver pdf]:

"É relevante observar que as informações e recursos viabilizados pelas novas TICs ainda não fazem parte dos processos de gestão da C&T [Ciência e Tecnologia]. Entretanto, é de se esperar que a aplicação continuada das TICs às redes em C&T e a relevância da atividade coletiva no processo de inovação possam alterar esse quadro. Informações sobre a capacidade de multiplicação de conhecimento, facilidade de cooperação e alcance das relações interpessoais poderão, no futuro, constar entre os indicadores que subsidiam as decisões de agências de fomento quanto ao financiamento e planejamento em C&T."

Olhar para as pegadas deixadas nas estatísticas

Quando as pegadas deixadas, que permitiram que alguém me encontrasse, me devolvem uma Conferência Multidisciplinar sobre Tecnologia e Sociedade, na Faculdade de Ciências Humanas, da UCP (Sala de Exposições, piso 2, Edifício da Biblioteca, Lisboa), tomo conhecimento que se realiza hoje, às 18:30, o que de outra forma estaria invisível [Rogério Santos, das Indústrias Culturais].
A monitorização das estatísticas, para algmas pessoas, pode ser uma forma de terem a noção de quantos leitores visitam o seu blog e manifesta-se, muitas vezes, pela importância de pertecerem à lista dos mais visitados ou de revelarem nos seus blogs o número total de visitantes alcançados.
Uma vez que este blog foi criado, essencialmente, como a minha base de exploração para o que se está a fazer, pelo mundo, nesta área, a principal utilizadora deste espaço sou eu própria. Nesse sentido, este blog corresponde à minha Gestão Individual de Informação [ou PIM, Personal Information Management ou PKM, Personal Knowledge Management, como alguns gostam de referir].
Assim, e para mim, a grande vantagem das estatísticas, consiste em monitorizar o que se está a passar na minha área: quando alguém vem até este blog, a ligação que a/o permitiu cá chegar fica registada o que me possibilita ir até ao ponto de onde essa pessoa partiu, pois se ela veio até aqui, movida por uma qualquer necessidade de informação, talvez me interesse também a informação a que ela/ele teve acesso e que o remeteu para aqui :-)

2005/10/26

outros weblogs em Portugal

Jorge Massada, jornalista, autor dos livros «Vale a Pena ser cientista?» e editor do Ciência Hoje, escreveu no jornal Expresso, no passado sábado, um artigo que exemplifica a utilidade dos blogs enquanto ferramenta para a divulgação da ciência . Os diversos exemplos aí referidos dão uma ideia do que pode ser conseguido com um formato tão simples mas que permite chegar mais longe, ajudando à divulgação do que as organizações parecem ainda não se ter apercebido.

Alertada pelo Carlos Andrade (e, mais tarde, por colegas e amigos :-) tive conhecimento de uma breve referência que tinha sido feita ao B2OB, ao lado de blogs que têm feito um trabalho bem mais digno de reconhecimento:



Clip Expresso - Blogs - Febre cientifica na blogosfera uploaded by monicaA.

[recorte do jornal Expresso, edição de 22 de Outubro, p.27, artigo assinado por Jorge Massada]

2005/10/21

Sinais de maturidade

Na sequência do II Encontro de Weblogs, e das várias discussões que tiveram lugar, fomentadas pelo cruzamento de diversos olhares, num ambiente informal que foi recriado à volta do evento, organizado pela UBI, começam a surgir os verdadeiros resultados, que revelam sinais de maturidade no espaço da blogoesfera portuguesa, ou, como referia em tempos a formiga de Langton, a blogofractolândia [hoje apenas disponível nas memórias de outros blogs, como esta entrada do Luke, do blog em expansão vertiginosa].

O pontapé de arranque foi dado pelo Paulo Querido mas o espaço quer-se de todos, num trabalho colaborativo que ajude a conhecer os blogs, em língua portuguesa. Esta vai ser a nossa Blogopedia:

"O projecto Blogopedia visa criar, e manter actualizada, uma enciclopédia dos weblogs e bloggers que editam em língua portuguesa (...) [que] ajude a comunidade a auto-referenciar-se de forma positiva."

Tags:

Glossário da Sociedade da Informação

Porque é importante podermos partilhar a mesma linguagem, tanto mais com a proliferação de novos termos associados à Sociedade da Informação, nomeadamente através da introdução de novas tecnologias de informação e comunicação (TIC), o lançamento do Glossário da Sociedade da Informação, será sem dúvida um bom contributo.

Dia 24 de Outubro, segunda-feira, pelas 16:00, Padrão dos Descobrimentos, Belém, Lisboa.
Inscrições (gratuitas) na página da APDSI.

Seria importante disponibilizar uma versão em livre acesso (OA) dado o carácter formativo de tal publicação, quando se pretende fomentar a literacia digital (eLiteracia, ou literacia actual). Esperemos que venha a ser disponibilizada com a maior brevidade... [já está disponível :-) ver nota].

PS [25/10/2005] - O Vitor Domingos, que também colaborou nesta iniciativa, diz que já se encontra disponível o formato em pdf do glossário aqui.

Rectificação de links [26/Jan/2009]: Estava a pesquisar informação aqui no blog e reparei que os links para a versão do 2005 do Glossário já não estavam a funcionar. Já rectifiquei com uma versão que encontrei na Biblioteca Nacional, secção Biblioteca Nacional Digital. No entanto, têm à disposição uma versão mais actualizada: Glossário da Sociedade da Informação, de 2007.

2005/10/18

Weblogs: do sonho à realidade

Muitos dos eventos que têm decorrido, que abordam as questões ligadas às diversas utilizações que podem ser dadas aos blogs, são realizados fora de Portugal. Para quem não tem meios financeiros, que permitam suportar as despesas de deslocação, poderá constituir, logo à partida, um obstáculo... ou talvez não :-)

Se não podemos ir à montanha, talvez a montanha possa vir até nós!

A Nancy estava a ouvir a conversa que decorreu durante o II Encontro de Weblogs, através da Bev, e lançou o desafio aqui:

"At last summers Blogher, Bev and I dreamed of a women's blogging conference in Portugal in the fall, at a winery during the grape crush." [and Lilia told me about your dream and Bev's]

Ana, será que a organização de um BlogHer em Portugal poderia ajudar na resposta à tua (e nossa) pergunta, sobre «quantas mulheres têm blogs em Portugal?» e talvez juntar «que utilizações lhes dão» e o que «representa ter um blog», entre muitas outras que podemos incorporar.

2005/10/16

II Encontro de Weblogs (1)

De olho na Blogosfera”, estudo comparativo apresentado (2003-2005), elaborado por Manuel Pinto (Jornalismo e Comunicação) e Leonel Vicente (Memória Virtual), com base nos inquéritos recolhidos no 1º e 2º encontros, marcou o início das conclusões deste dois dias, que decorreram na UBI, organizados pelo LABCOM (Laboratório de Comunicação). Principais conclusões:

"- parece haver agora um maior equilíbrio entre bloggers homens e bloggers mulheres
- o nível de instrução dos bloggers é claramente superior à da população (forte presença de licenciados, mestrados e doutorados)
- Em 2003, apenas 36,5% tinham contacto com a blogosfera há dois ou mais anos; essa percentagem sobre agora,e compreensivelmente, para 86%.
- A maioria (dos respondentes) actualiza os seus blogues uma ou mais vezes por dia.
- Relativamente à mediasfera, a blogosfera assume-se mais como complemento do que como alternativa."

Parece-me, pelo menos num dos pontos, que a análise feita à blogoesfera, acaba por se revelar um espelho da sociedade Portuguesa: apesar de existirem quase tantas mulheres como homens a manterem blogs, è aos homens que cabe, maioritariamente, o protagonismo.

Vou ter que reavaliar esta minha observação depois de ler os resultados do encontro «Falar de blogues no feminino», organizado por José Carlos Abrantes e que decorreu na Livraria Almedina, na véspera do II Encontro Weblogs, onde foram convidadas Carla Quevedo, Isabel Matos Ferreira, Isabel Ventura e Patrícia Antoniete. Para juntar à reflexão, 6 escritos na areia por vieira do mar (1, 2, 3, 4, 5, 6), do blog controversa maresia.

Leonel Vicente (da Memória Virtual) apresentou a sua visão "Da pré-história ao futuro – O pulsar dos diários virtuais em Portugal". Tal como tive oportunidade de dizer durante o encontro, apenas foram apresentados os blogs mais mediáticos, podendo dar a sensação, a quem tenha entrado nesta esfera à pouco tempo, que só têm interesse os blogs com impacto, quer nos media tradicionais, quer aqueles que alcançam um grande número de visitantes.

Penso que a análise que ali foi apresentada, apesar de muito bem documentada e elaborada, teria ganho com o olhar de diversas pessoas com interesses diversificados.

Um rápido apanhado com algumas conclusões das sessões de trabalho do II Encontro de Weblogs, já se encontram disponíveis desde ontem.


Tags:

2005/10/14

Vou a caminho...

... da Covilhã, para o II Encontro de Weblogs, na UBI. O encontro começa hoje com as sessões de trabalho que vão ter lugar da parte da tarde (ver programa). Vou estar na sessão dos Weblogs no Contexto Organizacional. As conclusões das várias sessões decorrerão durante todo o dia de amanhã.

Está na altura de me lançar à estrada... e depois darei notícias. Para acompanharem o que se vai passando o weblog do evento é capaz de ser um bom local de partida (e também o flickr, para quem as imagens valem mais que mil palavras)

Vemo-nos por lá (ou por aqui :-)

2005/10/13

Blogzine dedicada às novas formas de comunicar

Para adicionar às leituras rápidas (via feed) ou para ler mais demoradamente sobre novas formas de comunicação, a New Communications Blogzine [via eCuaderno, Catuxa]:

"New Communications Blogzine is dedicated to exploring new communications tools, technologies and emerging modes of communication and their effect on traditional media, professional communications, business and society."

2005/10/07

Cada um tem o que merece... e o que faz por isso!

Lançado o alerta por vários blogs cá em Portugal, tive conhecimento através do CF&A e, dado que estas questões também estão (muito) ligadas à investigação, reforço: "Eu só consumo informação com identificação" (e, cada vez mais, informação em livre acesso (OA)).

2005/10/06

Rescaldo do encontro do Planeta*

Quando o que havia a dizer já deve ter sido dito por quem esteve presente no encontro de ontem do P*, é tempo para o meu rescaldo habitual, de eventos em que vou participando [acho que algumas pessoas no meu local de trabalho já esperam que o faça ;-)]

Este foi o 2º encontro em que participei, totalmente planeado via web (organizado pelos mentores do Planeta*, o Vitor Domingos e o Mário Valente, destinado aos autores dos blogs por estes agregados e com recurso a uma lista de distribuição). O primeiro encontro em que participei, organizado através de um blog e destinado a bloggers, ou pessoas interessadas na temática, foi (em tempos que já parecem longínquos) organizado pelo Crítico, e teve lugar na magnífica Sociedade de Geografia de Lisboa.
Nessa encontro (2003) as grandes questões prendiam-se com as audiências, o anonimato dos autores dos blogs e o jornalismo (e jornalistas) olhados através dos blogs. Falei na altura sobre a potencialidade da utilização dos blogs como ferramenta no contexto das organizações (... e senti-me um verdadeiro bicho a querer fugir para outro lado qualquer. O que fiz! Recolhendo-me ao já então criado, B2OB, longe das polémicas da altura).

No encontro que teve lugar ontem, na Universidade Católica, passados cerca de 2 anos do encontro informal de blogs, o que encontrei foram pessoas para quem os blogs já são parte integrante da sua actividade diária. Não existiu necessidade de justificar as utilizações que se podem dar a esta ferramenta nem foi necessário discutir a legitimidade de cada blog. Todos os presentes tinham o blog como assumido, da mesma forma que ninguém se questiona pelas utilizações que se podem dar ao telefone ou que se faz com ele.

As conversas que se seguiram, entre o pretexto que nos foi dado para nos apresentarmos e as Lightning Talks, foram fluídas e potenciaram a troca, livre e sem constrangimentos, do que move um grupo heterogéneo de pessoas (vd. lista de bloggers), cujo denominador comum será o seu interesse em ciência, tecnologia e informação.

Dos vários temas abordados, o software aberto foi pano de fundo para comunidades de desenvolvimento, para a integração de projectos em contexto organizacional, para aplicações que podem permitir salvar informação (para evitar danos causados por isto), para gerir comunicações... e para integrar multiplas linguagens num só interface que as permita manusear (modelar, se quiserem) de forma mais amigável e com maior controlo. Mas o melhor mesmo, é verem as apresentações que tiveram lugar.

Apesar de o almoço não ter corrido como esperado (cerca de 1 hora num restaurante do Jardim Zoológico, sem que tivéssemos conseguido vislumbrar comida, e finalmente, pese a nossa falta de imaginação, almoçámos, já por volta das 3, num restaurante do Columbófilo), deu-nos oportunidade de cruzar conversas e de conhecer um pouco mais das pessoas por trás dos blogs.

Quanto à utilização de blogs no contexto organizacional, entre os presentes, apenas mais uma pessoa referiu que o fazia.

As questões relacionadas com Mudança Organizacional, continuam a ser motivo para grandes gargalhadas (não provocassem elas tantos desafios adicionais a quem as pretende executar), mais conhecidas por resistência à mudança, ou o desconcertante «mas isto sempre se fez assim!».

Gostava de ter conhecido a Catarina e a Ligia e que elas tivessem estado presentes, mas parece que os blogs ainda não nos permitem desintegrar e reaparecer noutro local (sem custos com transportes ;-)

2005/10/03

Hip, hip! Hurrai!

Às vezes (ou a maior parte delas) é preciso que venha alguém com reputação na praça para que se faça eco (e alguém que esteve no lugar e hora certa, para nos alertar ;-). Jeff Jarvis disse-o:

"A blog is merely a tool that lets you do anything from change the world to share your shopping list. People will use it however they wish. (...) it is a means of sharing information and also of interacting: It’s more about conversation than content … so far. I think it is equally tiresome and useless to argue about whether blogs are journalism, for journalism is not limited by the tool or medium or person used in the act. Blogs are whatever they want to be. Blogs are whatever we make them" [negrito colocado por mim]

2005/10/02

Integrar informação no contexto organizacional

No seguimento da entrada weblogs no contexto organizacional, Peter Forret concretiza visualmente (a um nível mais técnico, para quem tem necessidade de o fazer quando falar com o responsável da informática ;-), a integração da informação a um nível macro - Web 2.0 mememap visualization [via Nancy White].

Guia para blogs profissionais

Michael K. Bergman escreveu e disponibilizou o Guide to Professional Blogging, que inclui uma selecção de diversos autores de blogs e secções de "how to". Útil para indivíduos e organizações que pretendem retirar maior potencial desta ferramenta. Texto integral, com 80 páginas, disponível aqui [pdf, 1016K].

[via Column Two. Ver também a entrada de David Travis, sobre Institutionalising usability: 5 ways to embed usability in your company destinado a pequenas e grandes organizações]