2005/12/27

2005/12/19

Utilização de blogs nas organizações e mudança

O Paulo Querido, autor do primeiro livro sobre blogs em Portugal, escreveu, no passado sábado, uma peça sobre «como os blogues mudam as empresas», na sua habitual secção dedicada à Internet, na Revista Única, do Jornal Expresso.

E para quem perguntou, claro que fiquei satisfeita com a referência feita ao b2ob, mas mais ainda por ter trazido novamente a questão da utilização dos weblogs no contexto organizacional, para a esfera pública, à semelhança do que tinha acontecido no II Encontro de Weblogs, realizado na UBI. Obrigada :-)

Como os blogues mudam as empresas, by P. Querido

2005/11/28

Artigo sobre weblogs organizacionais

... que menciona algumas das situações que a General Motors (GM) está a enfrentar ao utilizar os blogs para tentar inverter a opinião pública: Does Your Company Belong in the Blogosphere?, secção de tecnologia da Harvard Business School, revista Working Knowledge:

"(...) vice chairman of product development at General Motors, wants to get quick feedback from consumers on the company's latest product launch, new strategy, or something as specific as the quality of the sheet-metal fits on the latest Chevrolet, he knows where to go: his corporate blog, http://fastlane.gmblogs.com."

2005/11/25

Plano Tecnológico: onde está o documento oficial?

Foi ontem aprovado o Plano Tecnológico em Resolução de Conselho de Ministros. Até aqui nada de estranho. O que já não será normal esperar é que um documento aprovado desta natureza só se encontre disponível através de um orgão de comunicação social, o Público, ainda por cima numa versão que diz no topo de todas as páginas «Confidencial».

Depois de consultar uma versão oficial em diversos organismos dedicados à sociedade da informação (UMIC, OSIC, Ligar Portugal, entre outros), não encontrei nenhum documentos oficial.

Não será este documento de interesse alargado de divulgação? Não deveria o documento, após aprovado, ter tido logo uma divulgação generalizada?...

PS [10:54, 25/11/2005] - Menos de uma hora depois de aqui ter colocado esta mensagem, recebi o comentário de Campos, com a indicação de uma nova página que alberga tudo o que diz respeito ao Plano Tecnológico. Agradeço a informação e faço a sugestão para que o Observatório da Sociedade da Informação e do Conhecimento e a UMIC, actualizem as suas páginas, dado que se pretende mobilizar e envolver toda a população portuguesa.

2005/11/13

Solução temporária - comentários moderados


Moderated comments
Originally uploaded by monicaA.
Depois de umas semanas em que fui alvo de umas centenas de splogs (spam blogs), juntamente com muito mais pessoas, o Blogger passou a disponibilizar uma opção para moderação de comentários.

Acredito que dentro de pouco tempo deixará de ser necessário utilizar esta funcionalidade (conto que os splogs, sabendo dessa funcionalidade, se afastem dos blogs alojados no blogspot.com) mas até lá, os meus comentários passaram a estar abertos a todos (sim, anónimos também, Sab ;) só que ficarão pendentes de um ok meu, manual.

Todos os comentários continuam a ser bem vindos, o que inclui qualquer crítica, sugestão ou discordância :-)

2005/11/03

[eventos] Novo livro

Do mesmo autor do livro Organizational Knowledge and Technology: An Action-Oriented Perspective on Organization and Information Systems (2004), é hoje lançada, na FNAC Colombo, às 18:30, a obra Fundamentos da Gestão do Conhecimento Organizacional, de Rodrigo Magalhães [via Portal Kmol]

Outras publicações do mesmo autor [via LSE]:
  • Environmental Business Scanning Systems: the application of the industrial dynamics model to the electronic financial information services industry. Economia, 14(2), Maio 1990, 281-310
  • Developing Infoware. MBA Review, 2(2), September 1990,24-25 (with R. Bruce)
  • A Gestão da Informação. Cadernos de Economia, Ano IV, Nº 16, Jul/Set 1991, 32-34
  • A evolução dos sistemas de informação na empresa: dos MIS aos desafios da mudança estratégica. Revista da Associação Portuguesa de Sistemas de Informação, nº 1, 1993, 9 - 31
  • Key Information Systems Issues in the Portuguese Finacial Sector. Revista da Associação Portuguesa de Sistemas de Informação, nº 5, 1996, 33 - 46 (with M. J. Pereira)
  • Brief Overview of the Information Systems Field in Portugal. Revista da Associação Portuguesa de Sistemas de Informação, nº 5, 1996, 91 - 94 (with L. Amaral)
  • Sistemas de Informação: definição, origens e perspectivas para Portugal. Revista da Associação Portuguesa de Sistemas de Informação, nº 6, 1997, 53 - 56
  • Organizational Knowledge and Learning. In G. von Krogh; J. Roos; D. Kleine (ed), Knowing in the Firm: understanding, managing and measuring knowledge. London: Sage, 1998
  • Tecnologia e Conhecimento Organizacional. Revista Portuguesa de Gestão, nº 4, 2001, 26-35
  • Perspectives on ICT Innovation and Organizational Context. In C. Avgerou (ed) The Economics of ICT Innovation. London: E. Elgar, 2003

2005/11/02

Colaboração no meio virtual e confiança

A Bev levanta uma questão muito pertinente, sobre a qual ainda não tinha reflectido:

"There's also an interesting issue about language especially if you are writing in a second language. Do you, or should you, correct or reformulate someone's language on a wiki? And should you correct it or expect it to be corrected in the planning of an event?"

No meu entusiasmo, e partindo do princípio que estou a colaborar com alguém, parti do pressuposto que era esperado que se visse algo que pudesse ser melhorado na minha língua nativa, e à semelhança do que esperaria que fizessem com a minha escrita em inglês, deveria intervir.

Agora que reflicto no que fiz (alterei o que alguém escreveu no espaço de preparação para o evento BlogHer em Portugal), já não estou tão certa de ter agido correctamente. Será que pode ser considerado arrogância? Será que a preparação colectiva de um evento por pessoas, que de facto não se conhecem para além da net, pressupõe a confiança necessária para que algo como o que fiz, seja aceitável?...

E o que me fez tratar a Bev como se de facto já a conhecesse? Terá sido porque me foi apresentada por alguém com quem já mantenho uma relação de confiança (friend of a friend, FOAF)?

2005/11/01

[FAQ] Splogs - como lidar com blogs de spam

Tenho assistido a um crescendo de falsos comentários neste blog e noutros que visito. Muitos deles apelam à auto-estima dos autores e raramente acertam nos conteúdos que elogiam, remetendo links para falsos blogs (os tais Splogs) como forma de inflacionarem o valor dos seus sites (i.e. sistema utilizado pelo Google para calcular "importância" de uma página, PageRank).

Para o utilizador, nós (autores de blogs), isto torna-se um pesadelo pois obriga (para quem usa o blogger.com) a ter que apagar manualmente cada um desses falsos comentários. No meu caso, os blogs que mantenho (b2ob e o blogtese), apesar de pouco conhecidos, andam a receber, em média, 12 comentários desse tipo por dia, obrigando-me a uma perda significativa de tempo (o tal tempo que não tenho :-( )

O CF&A, que possivelmente também tem andado a ter os mesmos problemas, disponibilizou um artigo da WiredNews, com dicas bastante úteis para ajudar a combater este fenómeno - How to Fight Those Surging Splogs:

  • Para descobrir se estão a ser alvo de Splogs, podem utilizar pesquisa de palavras chave (nome do vosso blog, endereço, nome com que são conhecidos na internet, etc) subscrevendo-as através do Technorati, IceRoket, Bloglines ou outros...
  • Denúnciar os casos que vão tendo conhecimento para a plataforma onde estão alojados os vossos blogs. No caso de utilizadores do blogger.com não dispomos de comentários moderados, mas podemos, caso se trate de um Splog alojado no blogspot.com assinalar no topo do blog (canto superior direito, onde se vê uma bandeirinha, muito discreta) pressionando e assinalando assim que se trata de um blog com conteúdos duvidosos.
  • Remover todas as mensagens, identificadas como sendo de Splogs dos blogs

Acrescento outra: ajudar a explicar este fenómeno a novos bloggers e partilhando formas de combater este fenómeno. Afinal é a componente social que continua a fazer dos blogs uma mais valia. Não será? :-)

2005/10/31

EuroBlog 2006 - Survey of Weblogs in PR and Communications Management

Para quem está ligado à comunicação organizacional, vai decorrer durante o mês de Novembro um inquérito pan-europeu que vai permitir ilucidar melhor a influencia dos blogs na comunicação organizacional [link aqui] EuroBlog - the Euprera Survey of Weblogs in PR and Communications Management:
"There is no doubt weblogs - or blogs - are changing communication and opinion building around the globe. But there is little hard evidence on how blogs influence the work of communication professionals, especially in Europe."

PS [25/Jan/2006] - Os resultados preliminares já podem ser visualizados (via CF&A)

2005/10/27

Incorporar os weblogs no estudo das redes de C&T

Como ferramenta de comunicação mediada por computador (CMC), os blogs fazem parte das tecnologias de informação e comunicação (TIC) e por isso não devem ser ignorados em estudos de colaboração e redes científicas e tecnológicas.

A propósito de redes de colaboração científica, ver Renato Balancieri et al (2005), A análise de redes de colaboração científica sob as novas tecnologias de informação e comunicação: um estudo na Plataforma Lattes, Ciência da Informação, Vol. 34 (1), p. 76 [ver pdf]:

"É relevante observar que as informações e recursos viabilizados pelas novas TICs ainda não fazem parte dos processos de gestão da C&T [Ciência e Tecnologia]. Entretanto, é de se esperar que a aplicação continuada das TICs às redes em C&T e a relevância da atividade coletiva no processo de inovação possam alterar esse quadro. Informações sobre a capacidade de multiplicação de conhecimento, facilidade de cooperação e alcance das relações interpessoais poderão, no futuro, constar entre os indicadores que subsidiam as decisões de agências de fomento quanto ao financiamento e planejamento em C&T."

Olhar para as pegadas deixadas nas estatísticas

Quando as pegadas deixadas, que permitiram que alguém me encontrasse, me devolvem uma Conferência Multidisciplinar sobre Tecnologia e Sociedade, na Faculdade de Ciências Humanas, da UCP (Sala de Exposições, piso 2, Edifício da Biblioteca, Lisboa), tomo conhecimento que se realiza hoje, às 18:30, o que de outra forma estaria invisível [Rogério Santos, das Indústrias Culturais].
A monitorização das estatísticas, para algmas pessoas, pode ser uma forma de terem a noção de quantos leitores visitam o seu blog e manifesta-se, muitas vezes, pela importância de pertecerem à lista dos mais visitados ou de revelarem nos seus blogs o número total de visitantes alcançados.
Uma vez que este blog foi criado, essencialmente, como a minha base de exploração para o que se está a fazer, pelo mundo, nesta área, a principal utilizadora deste espaço sou eu própria. Nesse sentido, este blog corresponde à minha Gestão Individual de Informação [ou PIM, Personal Information Management ou PKM, Personal Knowledge Management, como alguns gostam de referir].
Assim, e para mim, a grande vantagem das estatísticas, consiste em monitorizar o que se está a passar na minha área: quando alguém vem até este blog, a ligação que a/o permitiu cá chegar fica registada o que me possibilita ir até ao ponto de onde essa pessoa partiu, pois se ela veio até aqui, movida por uma qualquer necessidade de informação, talvez me interesse também a informação a que ela/ele teve acesso e que o remeteu para aqui :-)

2005/10/26

outros weblogs em Portugal

Jorge Massada, jornalista, autor dos livros «Vale a Pena ser cientista?» e editor do Ciência Hoje, escreveu no jornal Expresso, no passado sábado, um artigo que exemplifica a utilidade dos blogs enquanto ferramenta para a divulgação da ciência . Os diversos exemplos aí referidos dão uma ideia do que pode ser conseguido com um formato tão simples mas que permite chegar mais longe, ajudando à divulgação do que as organizações parecem ainda não se ter apercebido.

Alertada pelo Carlos Andrade (e, mais tarde, por colegas e amigos :-) tive conhecimento de uma breve referência que tinha sido feita ao B2OB, ao lado de blogs que têm feito um trabalho bem mais digno de reconhecimento:



Clip Expresso - Blogs - Febre cientifica na blogosfera uploaded by monicaA.

[recorte do jornal Expresso, edição de 22 de Outubro, p.27, artigo assinado por Jorge Massada]

2005/10/21

Sinais de maturidade

Na sequência do II Encontro de Weblogs, e das várias discussões que tiveram lugar, fomentadas pelo cruzamento de diversos olhares, num ambiente informal que foi recriado à volta do evento, organizado pela UBI, começam a surgir os verdadeiros resultados, que revelam sinais de maturidade no espaço da blogoesfera portuguesa, ou, como referia em tempos a formiga de Langton, a blogofractolândia [hoje apenas disponível nas memórias de outros blogs, como esta entrada do Luke, do blog em expansão vertiginosa].

O pontapé de arranque foi dado pelo Paulo Querido mas o espaço quer-se de todos, num trabalho colaborativo que ajude a conhecer os blogs, em língua portuguesa. Esta vai ser a nossa Blogopedia:

"O projecto Blogopedia visa criar, e manter actualizada, uma enciclopédia dos weblogs e bloggers que editam em língua portuguesa (...) [que] ajude a comunidade a auto-referenciar-se de forma positiva."

Tags:

Glossário da Sociedade da Informação

Porque é importante podermos partilhar a mesma linguagem, tanto mais com a proliferação de novos termos associados à Sociedade da Informação, nomeadamente através da introdução de novas tecnologias de informação e comunicação (TIC), o lançamento do Glossário da Sociedade da Informação, será sem dúvida um bom contributo.

Dia 24 de Outubro, segunda-feira, pelas 16:00, Padrão dos Descobrimentos, Belém, Lisboa.
Inscrições (gratuitas) na página da APDSI.

Seria importante disponibilizar uma versão em livre acesso (OA) dado o carácter formativo de tal publicação, quando se pretende fomentar a literacia digital (eLiteracia, ou literacia actual). Esperemos que venha a ser disponibilizada com a maior brevidade... [já está disponível :-) ver nota].

PS [25/10/2005] - O Vitor Domingos, que também colaborou nesta iniciativa, diz que já se encontra disponível o formato em pdf do glossário aqui.

Rectificação de links [26/Jan/2009]: Estava a pesquisar informação aqui no blog e reparei que os links para a versão do 2005 do Glossário já não estavam a funcionar. Já rectifiquei com uma versão que encontrei na Biblioteca Nacional, secção Biblioteca Nacional Digital. No entanto, têm à disposição uma versão mais actualizada: Glossário da Sociedade da Informação, de 2007.

2005/10/18

Weblogs: do sonho à realidade

Muitos dos eventos que têm decorrido, que abordam as questões ligadas às diversas utilizações que podem ser dadas aos blogs, são realizados fora de Portugal. Para quem não tem meios financeiros, que permitam suportar as despesas de deslocação, poderá constituir, logo à partida, um obstáculo... ou talvez não :-)

Se não podemos ir à montanha, talvez a montanha possa vir até nós!

A Nancy estava a ouvir a conversa que decorreu durante o II Encontro de Weblogs, através da Bev, e lançou o desafio aqui:

"At last summers Blogher, Bev and I dreamed of a women's blogging conference in Portugal in the fall, at a winery during the grape crush." [and Lilia told me about your dream and Bev's]

Ana, será que a organização de um BlogHer em Portugal poderia ajudar na resposta à tua (e nossa) pergunta, sobre «quantas mulheres têm blogs em Portugal?» e talvez juntar «que utilizações lhes dão» e o que «representa ter um blog», entre muitas outras que podemos incorporar.

2005/10/16

II Encontro de Weblogs (1)

De olho na Blogosfera”, estudo comparativo apresentado (2003-2005), elaborado por Manuel Pinto (Jornalismo e Comunicação) e Leonel Vicente (Memória Virtual), com base nos inquéritos recolhidos no 1º e 2º encontros, marcou o início das conclusões deste dois dias, que decorreram na UBI, organizados pelo LABCOM (Laboratório de Comunicação). Principais conclusões:

"- parece haver agora um maior equilíbrio entre bloggers homens e bloggers mulheres
- o nível de instrução dos bloggers é claramente superior à da população (forte presença de licenciados, mestrados e doutorados)
- Em 2003, apenas 36,5% tinham contacto com a blogosfera há dois ou mais anos; essa percentagem sobre agora,e compreensivelmente, para 86%.
- A maioria (dos respondentes) actualiza os seus blogues uma ou mais vezes por dia.
- Relativamente à mediasfera, a blogosfera assume-se mais como complemento do que como alternativa."

Parece-me, pelo menos num dos pontos, que a análise feita à blogoesfera, acaba por se revelar um espelho da sociedade Portuguesa: apesar de existirem quase tantas mulheres como homens a manterem blogs, è aos homens que cabe, maioritariamente, o protagonismo.

Vou ter que reavaliar esta minha observação depois de ler os resultados do encontro «Falar de blogues no feminino», organizado por José Carlos Abrantes e que decorreu na Livraria Almedina, na véspera do II Encontro Weblogs, onde foram convidadas Carla Quevedo, Isabel Matos Ferreira, Isabel Ventura e Patrícia Antoniete. Para juntar à reflexão, 6 escritos na areia por vieira do mar (1, 2, 3, 4, 5, 6), do blog controversa maresia.

Leonel Vicente (da Memória Virtual) apresentou a sua visão "Da pré-história ao futuro – O pulsar dos diários virtuais em Portugal". Tal como tive oportunidade de dizer durante o encontro, apenas foram apresentados os blogs mais mediáticos, podendo dar a sensação, a quem tenha entrado nesta esfera à pouco tempo, que só têm interesse os blogs com impacto, quer nos media tradicionais, quer aqueles que alcançam um grande número de visitantes.

Penso que a análise que ali foi apresentada, apesar de muito bem documentada e elaborada, teria ganho com o olhar de diversas pessoas com interesses diversificados.

Um rápido apanhado com algumas conclusões das sessões de trabalho do II Encontro de Weblogs, já se encontram disponíveis desde ontem.


Tags:

2005/10/14

Vou a caminho...

... da Covilhã, para o II Encontro de Weblogs, na UBI. O encontro começa hoje com as sessões de trabalho que vão ter lugar da parte da tarde (ver programa). Vou estar na sessão dos Weblogs no Contexto Organizacional. As conclusões das várias sessões decorrerão durante todo o dia de amanhã.

Está na altura de me lançar à estrada... e depois darei notícias. Para acompanharem o que se vai passando o weblog do evento é capaz de ser um bom local de partida (e também o flickr, para quem as imagens valem mais que mil palavras)

Vemo-nos por lá (ou por aqui :-)

2005/10/13

Blogzine dedicada às novas formas de comunicar

Para adicionar às leituras rápidas (via feed) ou para ler mais demoradamente sobre novas formas de comunicação, a New Communications Blogzine [via eCuaderno, Catuxa]:

"New Communications Blogzine is dedicated to exploring new communications tools, technologies and emerging modes of communication and their effect on traditional media, professional communications, business and society."

2005/10/07

Cada um tem o que merece... e o que faz por isso!

Lançado o alerta por vários blogs cá em Portugal, tive conhecimento através do CF&A e, dado que estas questões também estão (muito) ligadas à investigação, reforço: "Eu só consumo informação com identificação" (e, cada vez mais, informação em livre acesso (OA)).

2005/10/06

Rescaldo do encontro do Planeta*

Quando o que havia a dizer já deve ter sido dito por quem esteve presente no encontro de ontem do P*, é tempo para o meu rescaldo habitual, de eventos em que vou participando [acho que algumas pessoas no meu local de trabalho já esperam que o faça ;-)]

Este foi o 2º encontro em que participei, totalmente planeado via web (organizado pelos mentores do Planeta*, o Vitor Domingos e o Mário Valente, destinado aos autores dos blogs por estes agregados e com recurso a uma lista de distribuição). O primeiro encontro em que participei, organizado através de um blog e destinado a bloggers, ou pessoas interessadas na temática, foi (em tempos que já parecem longínquos) organizado pelo Crítico, e teve lugar na magnífica Sociedade de Geografia de Lisboa.
Nessa encontro (2003) as grandes questões prendiam-se com as audiências, o anonimato dos autores dos blogs e o jornalismo (e jornalistas) olhados através dos blogs. Falei na altura sobre a potencialidade da utilização dos blogs como ferramenta no contexto das organizações (... e senti-me um verdadeiro bicho a querer fugir para outro lado qualquer. O que fiz! Recolhendo-me ao já então criado, B2OB, longe das polémicas da altura).

No encontro que teve lugar ontem, na Universidade Católica, passados cerca de 2 anos do encontro informal de blogs, o que encontrei foram pessoas para quem os blogs já são parte integrante da sua actividade diária. Não existiu necessidade de justificar as utilizações que se podem dar a esta ferramenta nem foi necessário discutir a legitimidade de cada blog. Todos os presentes tinham o blog como assumido, da mesma forma que ninguém se questiona pelas utilizações que se podem dar ao telefone ou que se faz com ele.

As conversas que se seguiram, entre o pretexto que nos foi dado para nos apresentarmos e as Lightning Talks, foram fluídas e potenciaram a troca, livre e sem constrangimentos, do que move um grupo heterogéneo de pessoas (vd. lista de bloggers), cujo denominador comum será o seu interesse em ciência, tecnologia e informação.

Dos vários temas abordados, o software aberto foi pano de fundo para comunidades de desenvolvimento, para a integração de projectos em contexto organizacional, para aplicações que podem permitir salvar informação (para evitar danos causados por isto), para gerir comunicações... e para integrar multiplas linguagens num só interface que as permita manusear (modelar, se quiserem) de forma mais amigável e com maior controlo. Mas o melhor mesmo, é verem as apresentações que tiveram lugar.

Apesar de o almoço não ter corrido como esperado (cerca de 1 hora num restaurante do Jardim Zoológico, sem que tivéssemos conseguido vislumbrar comida, e finalmente, pese a nossa falta de imaginação, almoçámos, já por volta das 3, num restaurante do Columbófilo), deu-nos oportunidade de cruzar conversas e de conhecer um pouco mais das pessoas por trás dos blogs.

Quanto à utilização de blogs no contexto organizacional, entre os presentes, apenas mais uma pessoa referiu que o fazia.

As questões relacionadas com Mudança Organizacional, continuam a ser motivo para grandes gargalhadas (não provocassem elas tantos desafios adicionais a quem as pretende executar), mais conhecidas por resistência à mudança, ou o desconcertante «mas isto sempre se fez assim!».

Gostava de ter conhecido a Catarina e a Ligia e que elas tivessem estado presentes, mas parece que os blogs ainda não nos permitem desintegrar e reaparecer noutro local (sem custos com transportes ;-)

2005/10/03

Hip, hip! Hurrai!

Às vezes (ou a maior parte delas) é preciso que venha alguém com reputação na praça para que se faça eco (e alguém que esteve no lugar e hora certa, para nos alertar ;-). Jeff Jarvis disse-o:

"A blog is merely a tool that lets you do anything from change the world to share your shopping list. People will use it however they wish. (...) it is a means of sharing information and also of interacting: It’s more about conversation than content … so far. I think it is equally tiresome and useless to argue about whether blogs are journalism, for journalism is not limited by the tool or medium or person used in the act. Blogs are whatever they want to be. Blogs are whatever we make them" [negrito colocado por mim]

2005/10/02

Integrar informação no contexto organizacional

No seguimento da entrada weblogs no contexto organizacional, Peter Forret concretiza visualmente (a um nível mais técnico, para quem tem necessidade de o fazer quando falar com o responsável da informática ;-), a integração da informação a um nível macro - Web 2.0 mememap visualization [via Nancy White].

Guia para blogs profissionais

Michael K. Bergman escreveu e disponibilizou o Guide to Professional Blogging, que inclui uma selecção de diversos autores de blogs e secções de "how to". Útil para indivíduos e organizações que pretendem retirar maior potencial desta ferramenta. Texto integral, com 80 páginas, disponível aqui [pdf, 1016K].

[via Column Two. Ver também a entrada de David Travis, sobre Institutionalising usability: 5 ways to embed usability in your company destinado a pequenas e grandes organizações]

2005/09/27

Simulador: acesso Banda Larga com o melhor preço

Achei muito útil o Simulador da DECO que está disponível, mesmo para não sócios:

"Para ajudar o consumidor na sua escolha, este simulador indica qual o fornecedor de acesso com o melhor preço para a banda larga (ADSL, cabo e Powerline)."

Permite fazer a selecção por Distrito, perfil de utilizador e custos com as infra-estruturas. Os resultados têm taxa de IVA incluída. Os dados que constam na base, dizem respeito aos preços que eram praticados pelos operadores a 6/Setembro/2005.

2005/09/24

weblogs no contexto organizacional

Talvez devido à aproximação do encontro de weblogs, tenho andado a ruminar nas questões que se prendem com a integração de blogs no contexto organizacional.

Das várias publicações e artigos que tenho mencionado aqui, e que vou guardando nos meus aqui, o Talking from the inside out fez-me reequacionar algumas questões. Nos vários desenhos mentais que fui concebendo para integrar os weblogs no contexto organizacional, parti de premissas erradas: não se trata de criar blogs organizacionais dentro das organizações e esperar/controlar o que os colaboradores/funcionários lá colocam. Para a maioria das pessoas isso significaria um acréscimo às suas rotinas diárias e, para aquelas cuja primeira experiência fosse o blog organizacional, poderiam nunca chegar a perceber a gratificação de estabelecer conversas numa escala global.

E se em vez de centrar a nossa atenção na implementação de weblogs dentro da organização, a nossa atenção fosse centrada em trazer pedaços dos weblogs para dentro da organização?

Ao ler as questões que a Lilia apresentava (aqui e aqui), em muito relacionadas com a sua experiência recente a estudar weblogs dentro da Microsoft, tudo se tornou mais claro: uma vez que a tecnologia de que dispomos já o permite, e com grande facilidade (ex: agregação de weblogs no P*), a ideia é trazer para dentro da organização os trilhos do que já existe:

Making traces visible

2005/09/23

Mudar comportamentos

"They don't understand why Google is giving so many of its brilliant and valuable new tools and content away free. They don't understand why eBay paid billions to buy Skype. They don't understand why so many 'respectable' people don't equate file-sharing, the modern equivalent of going to the library, as theft. They are still stuck in the same mentality that predicted the telephone would never catch on, or that the world only needed a handful of computers."

... os mesmos que continuam a questionar-se por que razão se considera sequer a utilização de weblogs dentro das organizações. A IBM já não se questiona!
PS - Esqueci-me de referir uma tese de mestrado, dedicada a esclarecer melhor os mais cépticos: Blogs - A Global Conversation: A Master’s Thesis on the Social Phenomenon of Blogs [.pdf], James Torio (2005), que tive conhecimento através do Hugh Macleod.

Aqui todos sabemos quem somos

Vitorino Ramos (2005), DAS NAÇÕES, DAS ORGANIZAÇÕES E DA PROCURA:

"A imensa falta de trabalho em equipa no nosso país, ou a pura rejeição de tal possibilidade alimentando acéfalos anti-corpos, é disso confrangedor exemplo. Ou a auto-censura quase genética que realizamos em não procurar ouvir especialistas de diferentes áreas sobre o mesmo assunto de interesse. Ou por último a evidente lacuna de cultura urbana ou de desprezo pelo espaço público, são mais um entre tantos outros exemplos.
(...)
Temos sido marcados por um conservadorismo e egoísmo quase granítico, que nos cristaliza invariavelmente sob o mesmo ponto da paisagem global de possibilidades. Creio ser tempo de re-equacionar este nosso pequeno balanço social, colectivo e distribuído de exploração do espaço conceptual e procurar sem receios, albergar no dia a dia das nossas vidas e das nossas profissões, uma maior possibilidade à serendipidade."
Em Junho recebi uma mensagem de uma pessoa que não conhecia (e ainda não conheço), que perguntava se autorizava que o meu blog fosse adicionado aos restantes que faziam parte do Planeta *. A mensagem [reproduzida com autorização do autor] dizia:


Boa tarde,

Estou a contactar bloggers portugueses, que possuam alguma relevância,bem como usem o tema da tecnologia, informação e ciência de forma aconcretizar uma iniciativa; o Planeta Asterisco - um site agregador deblogs nacionais - semelhante a tantos outros - http://planet.go-oo.org/, http://planet.gnome.org/, http://planet.perl.org/.

Pretende-se assim dar uma maior visibilidade ao que se faz por cá,fornecendo conteúdos interessantes a leitores.A língua materna será a portuguesa, contudo muitos possuem o seu blog eminglês, pelo que não será obrigatório o seu uso, mas sim preferencial.Para tal gostaria de contar com a sua autorização para a poder "linkar"ao Asterisco. Site: http://asterisco.paradigma.pt/

Cumprimentos,

Vitor Domingos

Depois de ter recebido o convite, e antes de ter dado a resposta, achei que devia ir fazer uma visita ao Planeta*. Identifiquei algumas das temáticas, sobre as quais percebo apenas o suficiente para conseguir estabelecer pontes para quem sabe (para perguntar temos que saber a quem, não será?...). Na altura, dessa lista, não conhecia ninguém e a verdade é que ainda não conheço (espero conhecer no dia 5 de Outubro :-), apesar de me ter permitido identificar e aprofundar algumas questões, muito relacionadas com um dos projectos de que faço parte. Enviei a minha resposta:

Olá Vitor!

Gostaria de começar por agradeçer o seu contacto (não sei se já nos conhecemos mas a minha memória, muito fraca para nomes, não me devolveu resposta :)

Estive a dar uma vista de olhos no asterisco.paradigma.pt e parece-me ser uma iniciativa bastante interessante. Se acha que o B2OB (
http://b2ob.blogspot.com/) pode contribuir para este local de agregação, do meu lado não me oponho. Parece-me até uma forma de poder vir a identificar mais competências que desconheço, apesar de Portugal ser tão pequeno ;-)

Parabéns pela iniciativa e
cumprimentos,


Mónica


Às vezes é preciso vir alguém, que não vemos há demasiado tempo, para nos lembrar que aqui, todos sabemos quem somos.

2005/09/22

Mais um livro acabado de lançar Handbook for Bloggers & Cyber-Dissidents

Através do Lorenz Khazaleh, chega mais um recurso para quem faz questão de acompanhar o que vai sendo publicado sobre weblogs.

Global Voices Online: "(...)The Handbook for Bloggers [.pdf] is for people who want to be serious participants in the emergent online global conversation: How to set up a quality, credible blog.".

O Enfoque não são as organizações, mas, tal como já aqui disse, os blogs pertencem às pessoas que lhes dão a voz ;-)
Conteúdo:

2005/09/16

Fui dar uma volta pelo espaço. O ar por aqui estava muito pesado ;-)

Mapa de Banda Larga em Portugal

Mapa Banda Larga em Portugal - 2004
Mapa Banda Larga em Portugal - 2004,
originally uploaded by monicaA.
Será que alguém tem um mapa mais actualizado com as ligações de Banda Larga em Portugal?

Encontrei este mapa no Portal de Banda Larga de Portugal e, julgo, que se trata de um mapa de 2004 (?) da autoria da ReferTelecom.

Há relativamente pouco tempo sairam dados estaísticos sobre a utilização da Banda Larga em Portugal, existindo também na ANACOM uma secção dedicada ao O Mercado da Banda Larga em Portugal, 2005 só que não encontrei nunhum mapa que ajude a visualizar mais facilmente a cobertura de infraestruturas para acesso em banda larga no nosso país.

Também procurei nos vários observatórios criados no âmbito da UMIC (entre outras, secção dedicada à iniciativa nacional para a banda larga) e não consegui resultados.

A melhor aproximação foi esta imagem de 2004, referida na iniciativa do actual Governo (Ligar Portugal) só que não a consigo localizar na fonte (ANACOM)

:-(

2005/09/09

weblogs - alternativas para sistemas de gestão de conteúdos em PME

Ao ler o texto que se segue, relembrei uma conversa que tive sobre o potencial da utilização de blogs no contexto de pequenas e médias empresas (PME). As diversas ferramentas existentes foram-se tornando cada vez mais elásticas e é hoje possível, como alternativa à implementação (e aquisição) de sistemas para gestão de conteúdos (CMS), conceber um sistema assente em blogs. Por agora fica o artigo.

Blog tools tackle content management, by Cathleen Moore:

"Holzschlag said. 'Very large content management systems are very expensive and hard to manage. The leading blogging tools are giving you great code --high quality and standards based code --' for a fraction of the price."

2005/09/08

Programa do II Encontro de Weblogs

Já está disponível o programa do II Encontro de Weblogs, a realizar na Universidade da Beira Interior (UBI), 14 e 15 de Outubro. Mais uma oportunidade para conhecer o que se tem vindo a fazer em Portugal ao nível dos weblogs, para estabelecer pontes com outros trabalhos, para conhecer as pessoas que dão voz aos blogs e para reflectir nas diversas utilizações que o blog pode ter.

Sexta-feira, 14 de Outubro

14h00 – Recepção e Acreditação
15h00 – Início das actividades dos Grupos de trabalho
18h00 – Sessão de Abertura – Anfiteatro de Sessões Solenes ou Anfiteatro 1

  • António Fidalgo - Presidente da Unidade de Artes e Letras
  • Paulo Serra - Presidente do Dep. de Comunicação e Artes
  • Ricardo Araújo Pereira (Gato Fedorento)

[update!] - Na noite de sexta o Beers&Blogs, no bar Espaço Covilhã

Sábado, 15 de Outubro

10h00 – Continuação das actividades dos Grupo de Trabalho
11h00 - Sessão 1 – De olho na blogosfera

12h30 – Intervalo para almoço
14h00 – Sessão 2 – A blogosfera vista pela blogosfera

  • Weblogs e Cultura …… Coordenação: Francisco José Viegas (Aviz)
  • Weblogs e Política ……Coordenação. Pedro Mexia (Fora do Mundo)
  • Weblogs no Ensino ……Coordenação: Rogério Santos (Indústrias Culturais)

15h45 – Intervalo para café
16h00 – Sessão 2 – A blogosfera vista pela blogosfera

  • Weblogs e Jornalismo …Coordenação: António Granado (Ponto Média)
  • Weblogs no Contexto Organizacional … Coordenação: Mónica André (B2OB)
  • Weblogs e Imagem ……Coordenação: José Carlos Abrantes (As imagens e Nós)

17h45 – Intervalo para café
18h00 – Sessão 3 – Horizontes da Blogosfera

19h30 - Encerramento
21h00 – Jantar Hotel Meliá D. Maria
24h00 – Convívio Weblog




, , ,

2005/09/07

Blogs e a colaboração mediada por computador

Mais um exemplo de utilização dos weblogs, enquanto ferramenta, por forma a permitir a colaboração mediada por computador, junto de uma comunidade científica com poucos recursos. O draft da comunicação SciBlog: a tool for Scientific Collaboration.pdf detalha a forma de implementação do blog e o que esteve na origem da sua criação [via Vitorino Ramos].

Para quem ainda não percebeu o potencial da ferramenta no contexto das organizações e, em particular, nas organizações que se dedicam à investigação, esta pode ser uma das formas de divulgar a utilização de blogs - utilização de um blog colaborativo, com uma finalidade específica, minorando o trabalho ligado aos aspectos de manutenção e aumentando a troca de conteúdos que mais facilmente podem atrair pessoas da área.

Outras formas podem passar pela agregação de informação de blogs já existentes que desenvolvam temáticas comuns ou que se complementem. A título de exemplo, a iniciativa que esteve na origem da criação do Planeta Asterisco. Apesar de não se tratar de uma comunidade científica, ilustra bem o potencial da agregação de conteúdos, sem necessidade de duplicar esforços com a publicação em 2 ou mais locais diferentes.

No caso referido, dando origem a um espaço de divulgação e de encontro de um grupo de pessoas com interesses e temáticas diversificadas que cobrem um leque abrangente de assuntos (desde as questões ligadas ao software livre, desenvolvimento de aplicações, novas tecnologias, alertas sobre as mais diversas TIC, etc) e, mais importante ainda, promovendo o conhecimento e estreitando laços que eliminam os silos a que assistimos dentro e fora das organizações conhecidos pelo sindroma do «not invented here» (conhecidos tb em Portugal por «ilhas»).

PS - A Câmara Municipal de Resende está atenta ao potencial do RSS e já disponibiliza este formato para chegar aos seus munícipes :)


PS2 [23/Nov/2005] - Ver recente entrada no LisbonLab com mais exemplos de câmaras que já disponibilizam RSS aqui.

2005/09/04

weblogs organizacionais - ousar dar voz aos colaboradores

"Pagam-nos para duvidar de tudo o que os outros propuseram antes, para propormos a nós próprios alternativas ousadas e para discutirmos interminavelmente entre nós." [Magueijo, 2003, Mais rápido que a luz: biografia de uma especulação científica] [PS 08/Mar/2007: e pelo que vejo, merecem tudo o que recebem]

Ao ler um livro de divulgação científica de João Magueijo, dei-me conta do porquê do meu fascínio quando li pela primeira vez sobre weblogs (muito antes de ter criado o meu primeiro blog). O que me fascinou não foi a ferramente (na altura nem sequer fazia ideia do que seria necessário para poder ter semelhante coisa :-), mas sim o que ela representaria para mim: a possibilidade de estabelecer conversas com pessoas que não habitavam o meu espaço.

Ou seja, na impossibilidade de me poder deslocar para junto de locais, por excelência, intelectualmente estimulantes, fui registando pequenos indícios do que procuro e assim foi possível «transportar-me» até essas pessoas. Da impossibilidade (económica, logistica, etária, etc.) «digitalizo» parte de mim e deixo-me «transportar» até me materializar num quotidiano que não habito mas que me estimula a reflexão... às vezes, com um poder de atracção tão grande, que as barreiras geográficas se comprimem e nos podemos encontrar, conversando como se a distância não existisse.

A cultura organizacional que encontrei, no local em que trabalho , desde 2002 (instituição de I&D), também me pareceu que poderia beneficiar com a utilização de weblogs internos, promovendo o conhecimento entre as pessoas que fazem partes de diversas áreas científicas, e que se encontram desligadas do que se faz na porta ao lado. Neste caso, estavamos perante a possibilidade de mobilizar informação que se encontra «enterrada» no círculo fechado de colegas de equipa, possibilitando que fossem estabelecidas as tais pontes com outras áreas do saber e que podem significar os tais saltos imensos que de tempos a tempos se dão [os avanços na descoberta não são constantes nem lineares]...

As conversas em formato blog, podem ajudar a recriar os tais ambientes estimulantes existentes em instituições povoadas de indivíduos cujo objectivo é ousar ultrapassar o que já está escrito, e, afinal, não trazem nada de novo, apenas aceleram as trocas de correspondência há muito detectadas entre investigadores, ou às «conversas» por meio de comentários a artigos publicados em revistas...
Mais do que uma ferramenta, os blogs são uma extensão de nós, do que nos move e das respostas que procuramos. O que as instituições podem fazer com eles, está para lá do seu controlo, uma vez que continuam a ser os indivíduos que os tornam (ou podem tornar) uma mais valia. Um blog por si só é uma ferramenta vazia, sem voz, sem conteúdo!
Fica mais outra proposta para a implementação de weblogs no contexto organizacional, vindo do Deutsche Bank Research: Blogs: The new magic formula for corporate communications? (.pdf) [via Lilia].

2005/08/30

[eventos] Agenda para weblogs

Estava a verificar que amanhã é o BlogDay e lembrei-me que cá por Portugal também devemos ter alguns eventos dedicados aos weblogs. Lembrei-me destes:

Em Setembro

Em Outubro

Mais actividades dedicadas aos weblogs?...



, , ,

2005/08/26

Excelente pergunta

... feita pela Christina Pikas:

Is blogging for personal information management generalizeable or just for some?:

"Where do scientists and engineers fit in? Both fields tend to draw more introverted people; however, in training and in practice both groups need to collaborate and share to get ahead. They get together at conferences and virtually to co-author papers, brainstorm ideas, and solve problems. They work on project teams and together in labs. Some trust is implied from this sharing of information but that trust may only exist when a f2f meeting has occurred. "

O que é que faz algumas pessoas manterem um blog no contexto da sua profissão e outras não, sabendo que a natureza das tarefas desempenhadas pressupõe a partilha? Acho que a discussão que vai por aqui e por aqui poderá ajudar a levantar a cortina...

[book] Utilização de weblogs

A edição Uses og Blogs ainda não está disponível mas já se sabe quem são os autores que vão contribuir, entre eles o Alex Halavais, por quem fiquei a saber deste work in progress:

"(...) an edited collection of scholarly articles by experts and practitioners in their fields, Uses of Blogs offers a broad range of perspectives on current and emerging uses of blogs. (...) grouped into a number of key categories which address key uses of blogs from both practical – blogs in research, blogs in business – and conceptual – blogs and identity, blogs and community – perspectives. Each of these categories are framed by a brief piece introducing the articles and providing a wider context."

2005/08/25

Para quem leva a sério o blog...

... e quer ajuda para delinear a sua estratégia individual, vale a pena ler Strategic Blogging de Darren Rowas [via McGee's Musings]:

"Over the past year I’ve been meeting with a business coach who has been helping me to look at my blogging as a business rather than just a job. One of the things that has become evident to me is that good sustainable businesses don’t usually just happen by accident."

... claro que não é o meu caso ;-)

2005/08/23

Weblogs e divulgação da ciência

Mais vozes se juntam para a divulgação da ciência através dos blogs: Sofia Araújo, Blogociência [no Ciência Hoje]:

"Uma característica importante destes blogues, é que por cada texto escrito, quem o lê pode deixar comentários, fazer perguntas. Pode-se discutir as últimas descobertas, a política e o financiamento de Ciência, pode-se perguntar a quem escreveu o que não se percebe. Um blogue de Ciência pode ser muitas coisas distintas ou todas ao mesmo tempo, mas é, acima de tudo, um local de diálogo."

Apesar de o texto não o referir (apenas considera oito os blogs de divulgação da ciência em Portugal), existem muito mais. Felizmente o Pedro Fonseca (que tem feito um excelente trabalho na divulgação de TIC, desde Setembro de 2002) estava atento e criou o Blogues de Ciência em Portugal. Parabéns pela iniciativa :))

2005/08/07

Plano tecnológico do Governo

Alertada pelo ContraFactos & Argumentos, leio as linhas traçadas pelo actual Governo para o Plano Tecnológico (www.ligarportugal.pt), que se esperava para Setembro. Alguns quadros resumo (em flash, deve ser para não poderem ser divulgados?!!!).

2005/08/06

Acesso wireless em Sagres


... no Bubble Lounge - coordenadas (através de GPS): 37 00 28.4 Norte / 08 56 32.8 Oeste

Há muito que isto fazia falta em Sagres. Para além da conviniência de consultar no meu próprio portátil bem instalada nos almofadões (e pufs) os preços das bebidas são muito em conta e acabei de me deliciar com uma waffle com chocolate e natas.

Para quem não tiver portátil pode utilizar o computador que eles disponibilizam por 1 euro cada 1/2 hora... ou ficar para provar as iguarias que vão variando ao longo da semana.
Já me esquecia, têm música ao vivo à noite!

2005/07/28

Este espaço...

Home Office Poland
Home Office Poland,
originally uploaded by monicaA.
... vai estar muito silencioso durante as próximas 3 semanas.

Blogs, redes sociais e eventos

A proliferação de ferramentas de comunicação e informação tem vindo a multiplicar a nossa capacidade de gerir a informação e também potenciar a capacidade de relacionamento com os outros. Mas o que nos devemos perguntar mantém-se inalterado: para quê? porquê? Estas foram as palavras deixadas pelo Fernando, na sessão que decorreu na Universidade de Santiago de Compostela, cujos slides já se encontram disponíveis [pdf]:Criação de diários pessoais e redes sociais.

E, como o mundo é cada vez mais pequeno, ao ler a entrada do Fernando fui alertada para os apontamentos deixados pelo JJ e pelo José Luis, que vai estar no II Encontro de Weblogs, na Covilhã! Confesso que há muito gostava de o conhecer pelo trabalho que tem desenvolvido.

2005/07/26

«Competent Jerks» ou «Lovable Fools»?

Mais um estudo divulgado pelo HBS Working Knowledge:Fool vs. Jerk: Whom Would You Hire?:

"When you launch into a task with those you already know, you don't waste a lot of time figuring out what to expect from them or explaining what you mean every time you say something."

(...)

"A diverse collection of colleagues—whatever the tensions and misunderstandings that arise because of their differences—provides an array of perspectives that can lead to truly innovative approaches to accomplishing a task."

Para quem pretender ler o artigo original, pode tentar aceder ao pdf do artigo: Tiziana Casciaro e Miguel Sousa Lobo (2005). "Competent Jerks, Lovable Fools, and the Formation of Social Networks". Harvard Business Review, Vol. 83, No. 6.

2005/07/20

[report] Resultado de estudo - utilização de blogs no contexto organizacional

John Cass, Kristine Munroe e Stephen Turcotte (2005). Corporate Blogging: is it worth the hype?. Backbone Media, Inc:

"What we discovered was that for the majority of our survey sample, (which includes some of today's biggest corporations and scrappiest underdogs), corporate blogs are living up to all the hype. We discovered that corporate blogs are giving established corporations and obscure brands the ability to connect with their audiences on a personal level, build trust, collect valuable feedback and foster strengthened relationships while and at the same time benefiting in ways that are tangible to the sales and marketing side of the business."

2005/07/11

Paisagem sonora urbana

A propósito deste projecto do IST lembrei-me da nossa ida a Badajoz, no início deste ano, e de na malha urbana termos encontrado algo muito agradável: os sinais sonoros nas passadeiras de peões, destinados a invisuais, imitavam sons de passáros em vez dos habituais ruídos que encontramos na nossa cidade.

2005/07/08

Integrar tecnologias no contexto organizacional

Não é novidade que muitas das tecnologias, por vezes bastante sofisticadas, que se implementam nas organizações podem constituir um problema em vez de se tornarem parte da solução. Num pequeno artigo de opinião, Hubert Saint-Onge (Maio, 2005) avança com diversas explicações, entre elas as questões ligadas à mobilidade:

"We're finding that mobility and the prevalence of real-time connectivity add significant complexity to the picture. The lack of integration and the resulting usability issues become significant barriers to user adoption."


Vale a pena fazer a ponte deste artigo para o relatório sobre tecnologias de cooperação, até porque permite situar os weblogs em termos de colaboração, e onde se integram outras tecnologias já disponíveis e que se complementam.

2005/06/26

[tools] VoIP com imagem

Para quem já é utilizador do Skype vai gostar de saber que existe agora uma nova versão (ainda em Beta teste) que permite enviar, para além de voz, imagem em tempo real. Segundo o que estive a ler quando instalei é possível convidar até 200 pessoas! Resta saber se a banda de que disponho me permite o que o VSkype disponibiliza ;-)

Em tempos de orçamentos reduzidos, a possibilidade de tirar partido destas ferramentas, nomeadamente no trabalho entre equipas de projecto, pode significar a alocação de custos com comunicações para outras rubricas.

Pergunto-me se será por isso que a Pt tem estado tão activa com a sua nova campanha...? Por aqui a minha campanha vai no sentido de descobrir ferramentas que permitam a quem não tem grandes (e às vezes, nem pequenos) orçamentos para poder continuar a dedicar-se à investigação: o blog começou por ser isso mas... há muito mais!

2005/06/12

Estantes digitais de bibliotecas pessoais

Foi bom reencontrar aqui as questões d'as barreiras humanas ou "porque falham os sistemas de Gestão de Informação". Era um dos artigos que tinha na minha biblioteca digital que foi roubada juntamente com o meu portátil. Mais um motivo para juntar aos benefícios dos weblogs - weblogs enquanto "estantes digitais de bibliotecas pessoais".

2005/06/07

Weblogs para promover Regiões

Mais um exemplo de utilização de weblogs para promover... Regiões de Turismo! No caso que indico a seguir trata-se de uma iniciativa da Pennsylvania Tourism Office. Escolheram 6 tipos diferentes de alvos e cada um deles faz o relato das suas passeatas naquele estado em Roadtrippers:

"Our Roadtrippers are making their own decisions, exploring the Commonwealth on their own, and posting their photos and adventure blogs for you to follow."

2005/06/03

[book] Inovação para crianças e executivos

Quando comecei a ler a apresentação do livro lembrei-me de algo que em tempos me disseram: quando conseguires explicar a uma criança o que investigas, então terás alcançado a sabedoria do que procuras... e fiquei cheia de apetite para o livro In Search of Innovation:

"Innovation - putting knowledge into action - requires dynamic interaction with others. For children or leadership executives, the discovery process can be both exiting and frustrating - the simultaneous delight of acceptance and the agony of rejection."

Mais um trabalho sobre blogs e um convite...

O Hugo, agora com o seu próprio domínio registado em http://blog.lisbonlab.com/, disponibilizou um dos seus trabalhos, no âmbito da parte curricular do Mestrado em Ciências da Comunicação, da Universidade Católica, intitulado "O papel dos blogues na comunicação organizacional":

"(...) os blogues podem desempenhar um papel importante em 3 áreas importantes: no relacionamento entre trabalhadores, no reforço do espírito de equipa e do sentimento de pertença; na partilha de informação entre elementos de uma equipa de trabalho; e como repositório central de conhecimento de uma organização de fácil acesso à maioria dos trabalhadores."


Dado que se trata do início de uma reflexão que vai requerer a incorporação de outros olhares e estudos existentes, nomeadamente no que toca às questões da gestão do conhecimento, e também para quem esteja a abordar estas questões, fica o convite para se tornarem membros do KnowledgeBoard (KB).

O KB é uma comunidade dinâmica, iniciada no âmbito de um projecto europeu e que hoje conta já com milhares de membros de todo o mundo. Conta também com uma zona dedicada à comunidade de língua portuguesa. Existem já 36 membros que tornaram público o seu registo, num total de cerca de 200 pessoas, só para Portugal.

2005/05/27

[tools] Colaboração em tempo real...

... e integração com o Skype! Mais em JYBE - Join Your Browser with Everyone:

"JYBE is a plug-in to Internet Explorer and Mozilla Firefox and brings real time collaboration to web based systems and content"

2005/05/25

Desta vez aconteceu comigo...

Ainda não acredito que seja verdade :-(

... mas (parece que) é!

2005/05/22

[book] Business Blogs: um guia prático

Esta entrada de Bill Ives, um dos autores do livro "Business Blogs: A Practical Guide", tinha-me passado despercebida (shame on me!). Valeu-me o alerta da São :)

Não está disponível em regime de acesso livre e o preço, para mim, é demasiado elevado. Para quem estiver interessado ficam os blogs dos autores: Bill Ives e Amanda Watlington.

2005/05/05

Gestão de Informação Organizacional...

... só com aplicações Web. Ver Webapps to run your company:

"Blogger founder and starter-upper Evan Williams says his new company manages all its information using web applications like Blogger for the company weblog, Gmail for company mail, Google Groups for mailing lists and Basecamp for project management"

2005/05/02

[evento] II Encontro de Weblogs

Desta vez vai ser na UBI e está já marcado para 14 e 15 de Outubro o II ENCONTRO DE WEBLOGS. A organização está a desenvolver esforços para que sejam abordadas diversas temáticas [via PontoMedia]

A minha proposta: Weblogs no contexto Organizacional - práticas colaborativas.


, , ,

2005/04/30

[dados] Sociedade da Informação e Conhecimento

Aproveitando o lançamento do livro "A Sociedade em Rede em Portugal", resultado de um estudo do CIES que decorreu em 2003, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, deixo o apontador para o Observatório da Sociedade da Informação e Conhecimento, que disponibiliza os resultados estatísticos dos vários inquéritos à utilização das tecnologias de informação e comunicação (Empresas, População Portuguesa, Administração, etc).

[evento] Acesso Livre ao Conhecimento

Conferência sobre Acesso Livre ao Conhecimento, Universidade do Minho, Braga, 12 e 13 de Maio de 2005 - Anfiteatro B1, CPII - Campus Gualtar.

"O propósito desta conferência é promover o conhecimento, a reflexão e a troca de experiências sobre a temática do Acesso Livre ao Conhecimento" [ver programa aqui]

PS [17/05/2005] - Os slides das apresentações já estão disponíveis na página do evento.

Open Access: The Future of Scholarly Communication – David Prosser, Director SPARC Europe
Making Open Access a Reality – Frederick Friend, Honorary Director Scholarly Communication, University College London , JISC and OSI

2005/04/22

[report] Indicadores de ambiente digital 2005

White Paper realizado pelo Economist Intelligence Unit e pela IBM - The e-Readiness Rankings:

"A country's e-readiness is essentially a measure of its e-business environment, a collection of factors that indicate how amenable a market is to Internet-based opportunities." [via CF&A]

Para quem necessitar de aceder ao relatório para fazer uma análise mais profunda, o .PDF está aqui. Para comparar com relatórios dos anos anteriores ver o de 2003 e 2004.

2005/04/19

[paper] Antecipação de necessidades de informação individuais

in Bruce, H. (2005). "Personal anticipated information need. Information Research, 10(3), paper 232:

"A personal information collection is defined, therefore, as the space we turn to first when we need information to do a task or pursue an interest. It is a collection of information sources and channels that we as individuals have acquired, cultivated, and organized over time and in response to a range of stimuli. The personal information collection is an organic and dynamic personal construct that we take with us into, and out of, the various information events that frame our daily working and personal lives."


[Relacionar com Personal Information Management, Personal Knowledge Management, ou Personal Something Management]

Acho que para mim o weblog, mais do que uma ferramenta, tem vindo a ser uma prática de gestão individual de informação, onde incluo a antecipação futura de necessidades minhas e de outros com quem colaboro ou com quem gostaria de colaborar ;-)

[paper] Sistema de Informação do Sector Público

No Information Research do mês de Abril: Correia, Z. P. (2004). Towards a stakeholder model for the co-production of the public-sector information system:

"boundary roles are described as the boundary positions held by some members of the organisation in order to help in the export of services, ideas and other products of the system and in the import of materials and people into the system."


2005/04/16

Acreditar (implementar) e praticar...

... tal como é referido na entrada The Company Where All 110 Employees Have A Blog:

"The blogs are mainly used to share knowledge about technical issues or solutions. But also fun stuff, politics, current events or pictures appear as blog entries. The internal blog system started because of one employee who believed in the idea and wanted to give it a try."

Utilização de Blogs na Gestão de Projectos

Tenho tido pouco tempo para ler o meu agregador de informação (bloglines), e só agora reparei numa entrada: Mopsos - Blogging for Project Management:

"I still haven't figured out a simple way to install a blog server within my company's VPN without asking for permission from people who don't have a clue, and who will pretend we can do exactly the same using the company portal."


Tenho tido o mesmo tipo de problemas. Estou convencida que a grande questão reside mesmo no facto de "as pessoas não fazerem ideia" do que poderiamos ganhar em termos de rentabilidade, comunicação, envolvimento e partilha nas equipas de projecto. A minha estratégia tem sido identificar pessoas dentro da organização em que trabalho que, penso, terem facilidade em compreender o potencial na utilização dos blogs, à qual, sempre que oportuno, tenho demonstrado, através da remissão de entradas que tenho colocado aqui, de trabalhos realizados noutros contextos e de práticas que venho documentando, também neste espaço.

Uma das questões que me tem sido apresentada, recorrentemente, é a questão da privacidade. Claro que, mesmo quando enviamos uma mensagem por correio electrónico, temos que ter a noção da informação que se pode partilhar e da informação que se destina a uma comunidade restrita.

Conseguir que uma ferramenta como os weblogs fosse instalada num servidor de acesso restrito, dentro da organização, seria o ideal. Mas se continuarmos à espera que tal passe a ser uma prática instituída, ainda teremos que esperar algum tempo.

Uma das alternativas que me ocorre reside na identificação de recursos partilháveis, tal como as fontes de informação que são utilizadas ao longo dos projectos pelas pessoas. Exemplo das fontes de informação que servem para explorar a temática (artigos, monografias, apontadores, comunidades, notícias, pessoas-chave, etc.). Para além de se estarem a partilhar recursos, está-se também a promover, de forma activa, a contribuição de cada um para esse mesmo projecto, sem necessidade de intermediação. Evita-se também a duplicação (exponenciação...) de esforços dispendidos na recolha.

Uma das formas de o concretizar, sem dispender recursos adicionais, é tirar partido das possibiliades de manter um weblog colaborativo. Ou seja, o mesmo blog para o qual se convidam (se dá acesso) as pessoas que fazem parte do projecto. Um projecto, equivale a um blog. Esse blogoprojecto pode por sua vez vir a estar ligado a outros blogoprojectos, que podem tirar partido dos recursos já identificados em projectos anteriores ou a decorrerem.

Mas o que me parece uma evidência, sobretudo em tempos de escassos recursos (humanos também!), desde os primórdios deste blog, parece que ainda não fez eco junto de quem pode dar o aval para que isso se concretize. É caso para dizer "que santos da casa não fazem milagres" ;-)
PS - Outra entrada que me tinha escapado, já que estamos a falar em equipas (pessoas), 4 exemplos de leituras sobre weblogs e comunidades, do Martin.

2005/04/15

This is not a question

In the the article The future of blogging they ask "What happens when bloggers try to make money off their sites?" For me, this is like asking:

What happens when people try to make money when speaking in public?
There as always been a diversity of people receiving money for speaking in public and no one questions the tools they use. They will use whatever tool is more adequate to share their knowledge. Think about all the professionals in the educating system, all the experts talking about their experiences, all the communities... It is not about the tool! It is not about making money! It's about being abble to use a medium as an extension to further our horizons, to listen to a wider world and relate to them, it's about discovering and being discovered. In the beginning it was the verb and it still is.
The verb is Communicating!

2005/04/14

[eventos] Encontro Nacional Tecnologia Aberta (Open Source) II

PS [15/Abril/2005], deveria ser AS - Algumas das apresentações desta sessão já estão disponíveis no site do evento [via Ana Barros e Sofia Luz], entre as quais:

Na sequência do Encontro Nacional Tecnologia Aberta , fui procurar um dos estudos mencionados pela IDC, "Evolução e Tendências do Linux em Portugal". Não foi de grande utilidade uma vez que depois de consultar a página da IDC, verifiquei que o estudo não está em livre acesso (Open Access), nem sequer o acesso à versão digerida, cadernos IDC, que requerem assinatura. Adiante! Deixo o registo da informação que recolhi na sequência deste evento:

  • Projecto integrado (GNU/Linex), hoje um estudo de caso, desenvolvido na região da estremadura, em Espanha, mostrando alguns dos benefícios de uma abordagem integrada, capacidade de visão política, fazendo de uma região isolada um caso para reflexão devido à integração, a vários níveis, da banda larga e do software aberto nesta região (ver "Live CD" com a cobertura da EuroNews, 700Mb, ou apresentação em html).
  • Página do Grupo de Utilizadores de Linux (do Departamento de Engenharia Informática do Instituto Superior de Engenharia do Porto) , existe uma secção GNU/Linux que vai dando conta dos desenvolvimentos associados (em Portugal e no resto do mundo).
  • The Linux Documentation Project, com secções de «HowTo's», guias e livros com material em profundidade, FAQs (Frequently Asked Questions) e diversos recursos de apoio, revistas e comunidades existentes a nível mundial. Esta página está disponível em diversas línguas, onde se inclui o Português (... do Brazil).
  • Página de apoio ao Bacharelato de Engenharia Informática, mantida por António Costa, onde existem diversos recursos, entre eles referências ao Sistema Linux. Encontrei aqui a referência para Livros sobre Linux de Acesso Livre (Open Access) e para uma secção de Introdução ao Linux em Inglês, bastante completa.

[ver Relação dos blogs com o «Open Access» e outras entradas sobre Open Source no B2OB]

2005/04/12

[paper] Utilização de weblogs em bibliotecas especializadas

Randy Reichardt & Geoffrey Harder (2005). Weblogs: Their use and application in Science and Technology Libraries - artigo relevante para a incorporação dos weblogs através dos profissionais ligados à gestão da informação, bibliotecários e, com especial destaque neste artigo, os bibliotecários de referência (via beSpacific).

[mais entradas sobre bibliotecas neste blog]

2005/04/11

[eventos] Encontro Nacional Tecnologia Aberta (Open Source)

III Encontro Nacional sobre Tecnologia Aberta, esta quinta-feira, 14 de Abril, parte da manhã, no Pólo Tecnológico de Lisboa.
Este evento não se destina apenas a especialistas no assunto, pretende também divulgar casos de sucesso em empresas e na administração pública e divulgar a utilização de software aberto. Entre os oradores encontram-se Paulo Trezentos, Director Técnico da Caixa Mágica (ler entrevista no Bitaites) e Luís Casas, Director da FundeCyt (líder no Projecto INTERREG LimEx).


2005/04/06

Viciado em trabalho?...

Um colega enviou-me esta mensagem por email (desconheço a origem). São viciados em trabalho quando:

  • Um Viciado em Trabalho não tem quarto... Tem escritório!
  • Um Viciado em Trabalho não tem amigos... Tem contactos!
  • Um Viciado em Trabalho não tem vida... Tem carreira!
  • Um Viciado em Trabalho não tem sonhos... Tem projectos!
  • Um Viciado em Trabalho não tem encontros... Tem reuniões!
  • Um Viciado em Trabalho não toma sorvete... Toma decisões!
  • Um Viciado em Trabalho não faz amor... Descarrega o stress!
  • Um Viciado em Trabalho não navega na Internet... Faz pesquisas!
  • Um Viciado em Trabalho não tem domingo... Tem hora-extra!

    Mas fiquem tranquilos: Uma pessoa viciada em trabalho não fica lendo estes e-mails... trabalha! Ou seja, não é o vosso caso ... nem o meu!!!
  • ;-)