2004/10/15

Colocar as ligações em dia e... HitMaps

De regresso! Mais liberta (de quê?...), com novas ideias e com mais espaço mental para as colocar em acção, retomo as ligações a este espaço.
Colocar-me a par das conversas que tiveram lugar vai levar algum tempo. Fica apenas o registo de mais uma ferramenta com potencial para a visualização geográfica de visitantes, que encontrei ao visitar o espaço da Lilia: HitMaps:

"This makes a particulary nice tracking tool for blog-site 'gutters', for which blog owners like to include convenient pointers, links, and summary features.
Principle
Hits to a web page are collected by including the thumbnail HitMap image into the page (...). The IP of the page requester is translated into geographical coordinates and stored in a database. Once a day, the HitMaps map images (the thumbnail image and the rest of maps it links to) are updated according to the database."

Claro que estou a pensar no potencial desta ferramenta dentro da organização. Mas isso não vai ser neste post ;-)
O gerador de código está disponível na página e basta copiá-lo para gerar o mapa do endereço que for fornecido (vou experimentar inserir aqui em baixo, mas como são necessárias visitas e dado que a actualização só é feita uma vez por dia até que ele possa reflectir esses mesmos visitantes, acho que vou ter que esperar algum tempo...)

Locations of visitors to this page

Where are visitors to this page?

(Auto-update daily since DD-MMM-YY)

2 comments:

  1. Boa sugestão! Já adicionei um hitmap aos meus Estilhaços - o funcionamento não é perfeito, sei que algumas localizações não foram detectadas - algo que os seus criadores poderão melhorar.

    ReplyDelete
  2. Olá Pequenão,

    Um dos motivos que pode levar a que as visitas não fiquem registadas reside no facto de o utilizador (o visitante, neste caso) não permitir que o seu endereço de IP seja visivel. Nesse caso, o pessoal que desenvolveu esta aplicação não pode fazer corresponder o IP à localização geográfica, e assim não acrescentando o referido ponto ao mapa.
    De qualquer forma acho que valeria a pena deixar ficar um comentário na página do HitMap. É desta forma que se conseguem desenvolver aplicações cada vez mais aperfeiçoadas e, regra geral, são até apreciadas, desde que também se agradeça o facto de estarmos a usar algo em regime livre.
    Obrigada pela visita,
    Mónica

    ReplyDelete